ASSINE

Cantor de rap é assassinado a tiros em bar em Cachoeiro

Eduardo Souza Silva Nascimento, 23 anos, se apresentava em eventos e já lançou músicas e gravou clipes. Ele também trabalhava no comércio da cidade

Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 18/10/2021 às 11h57
Dudu, como era conhecido, trabalhava no comércio em Cachoeiro, mas já lançou músicas, gravou clipes e se apresentava em eventos
Eduardo foi morto a tiros em um bar em Cachoeiro. Crédito: Redes Sociais

Um jovem de 23 anos foi morto a tiros na tarde deste domingo (17) em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Eduardo Souza Silva Nascimento era cantor de rap e se apresentava em eventos na região Sul do ES. Ele foi baleado em um bar, no bairro Alto Amarelo, onde morava.

Segundo a ocorrência da Polícia Militar, um veículo Honda Civc e uma motocicleta passaram pela Rua das Palmeiras. Os ocupantes dos dois veículos atiraram e atingiram quatro pessoas que estavam na porta do bar. Eduardo morreu no local e outras três pessoas também foram atingidas.

Os feridos foram socorridos para a Santa Casa de Misericórdia, onde permanecem em atendimento no pronto-socorro, na manhã desta segunda-feira (18). São eles: um homem de 38 anos, ferido na cintura; um homem, 25 anos, baleado nas nádegas; e uma mulher, de 31 anos, que foi atingida na perna direita.

Dudu, como era conhecido, além de se apresentar em eventos, já lançou músicas e  gravou clipes (veja vídeo abaixo). Ele também trabalhava no comércio em Cachoeiro. Segundo um familiar, que não quis se identificar, a família ainda não sabe o que teria motivado o crime.

Clipe de Eduardo lançado na internet

Na manhã desta segunda-feira (18), a família de Eduardo esteve no Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro. Ainda de acordo com o familiar, o sepultamento será nesta segunda-feira (18).

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cachoeiro de Itapemirim, que está em diligências para apuração do fato. Até o momento nenhum suspeito foi detido e outras informações não serão repassadas, por enquanto.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.