ASSINE

Dupla suspeita de participação em três mortes é presa em Linhares

Os homens são investigados pela morte de uma mulher no quintal de uma casa neste mês e pelo duplo homicídio ocorrido em agosto dentro de uma barbearia

Linhares
Publicado em 29/09/2021 às 10h37
Mayara dos Santos morreu no local do crime após ser atingida pelos disparos.
Mayara dos Santos morreu no local do crime após ser atingida pelos disparos. Crédito: Facebook

Dois homens suspeitos de cometerem homicídios no bairro Interlagos, em LinharesNorte do Espírito Santo, foram presos pela Polícia Civil. A prisão Yoesse Rosse Loreiro, de 34 anos, conhecido como "Cocão" ou "Juninho Yoesse", e Célio dos Santos Oliveira, de 33 anos, ocorreu na tarde desta terça-feira (28). Eles estavam em um carro e foram abordados pela Polícia Militar no Centro do município.

Na abordagem, os policiais constataram que os dois tinham passagens pela polícia. Investigações mostram que os indivíduos participaram do crime que vitimou Mayara dos Santos, no dia 19 de setembro. Ela estava em uma confraternização no quintal de uma casa quando quatro homens chegaram atirando. A mulher morreu e outras três pessoas foram atingidas.

A dupla presa nesta terça-feira (28) ainda é investigada pelo duplo homicídio que vitimou Paulo Eduardo Alves Meira, de 20 anos, conhecido como "Dudu" e Vinicius Tomaz de Almeida, de 28 anos. O crime ocorreu no dia 23 de agosto dentro de uma barbearia.

Os dois suspeitos foram ouvidos na 16ª Delegacia Regional de Linhares e encaminhados para a Penitenciária Regional do município. 

Yoesse Rosse Loreiro, de 34 anos,  e Célio dos Santos Oliveira, de 33 anos
Yoesse Rosse Loreiro, de 34 anos, e Célio dos Santos Oliveira, de 33 anos. Crédito: Polícia Civil / Arte A Gazeta

MORTE DE MAYARA

A dupla suspeita de participar do crime que levou à morte de Mayara agiu junto com um terceiro homem, Wesley da Conceição Ribeiro, de 28 anos, conhecido como "Gordinho". Ele foi preso depois de ser baleado no olho pelos próprios comparsas e dar entrada com documentos falsos em um hospital, pedindo atendimento após ser ferido.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.