ASSINE

Trapalhada de comparsa: como a polícia chegou ao suspeito de 5 assassinatos no ES

Gordinho foi preso em um hospital de Vila Velha. Ele é apontado pela polícia como o suspeito de matar uma mulher no quintal de casa em Linhares e ainda outras quatro pessoas

Linhares
Publicado em 22/09/2021 às 13h05
Wesley da Conceição Ribeiro, vulgo
Wesley da Conceição Ribeiro, vulgo "Gordinho", de 28 anos. Crédito: Polícia Civil / Montagem A Gazeta

prisão de Wesley da Conceição Ribeiro, apontado como autor de cinco homicídios neste ano em LinharesNorte do Espírito Santo, ocorreu após uma trapalhada com seu grupo criminoso. Segundo a Polícia Civil, o homem de 28 anos, conhecido como Gordinho, é suspeito de ter assassinado a jovem Mayara no último domingo (19), participado de um duplo homicídio, matado outras duas pessoas e ainda tentado assassinar outras três.

Gordinho foi preso em um hospital de Vila Velha, na Grande Vitória. As investigações apontam que ele foi ferido por um tiro no olho por um comparsa durante o assassinato de Mayara. Ele e outros três indivíduos entraram no quintal onde estavam sete pessoas e ocorria uma festa, começaram a disparar e atingiram quatro pessoas que participavam da confraternização. 

 Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, morto a tiros em barbearia, e Mayara dos Santos, de 30 anos, morta no quintal de uma casa, em Linhares
Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, morto a tiros em barbearia, e Mayara dos Santos, de 30 anos, morta no quintal de uma casa, em Linhares. Crédito: Montagem A Gazeta

A TRAPALHADA

Mas, segundo a Polícia Civil, houve um quinto baleado. O próprio Gordinho, pertencente ao grupo criminoso. De acordo com o delegado Fabrício Lucindo, ao sair disparando, um dos comparsas atirou contra Wesley. Ele foi atingido na região do olho. 

Os investigadores tiveram acesso às imagens do sistema de videomonitoramento da região, que mostraram o momento em que Gordinho saiu carregado da residência pelos indivíduos que estavam com ele, o que acendeu o alerta na polícia.

Fabrício Lucindo

Delegado 

"Eles entraram atirando para todos os lados e acabaram acertando o comparsa deles, que era o Wesley Gordinho"

Delegado Fabrício Lucindo fala sobre prisão de homem apontado como autor de cinco homicídios em Linhares

A IDA PARA O HOSPITAL

Após ser ferido, a polícia identificou nas imagens Wesley sendo carregado até um carro. Os investigadores começaram então a buscar feridos em hospitais da região.

A partir daí, o homem foi localizado em Colatina, mas estava com documentos falsos. Ele foi transferido para um hospital Vila Velha e informou que havia sido vítima de roubo, mas foi identificado pela polícia.

AVISO X INTERLAGOS

Segundo o delegado Tiago Cavalcante, que também atua nas investigações, Wesley faz parte de uma organização criminosa do bairro Aviso. Com uma instabilidade ocorrida na organização criminosa do bairro Interlagos, o grupo do Aviso quis aproveitar para tentar adentrar.

"Nessa última tentativa, eles identificaram o carro de um alvo parado na frente da casa onde ocorria essa confraternização. Identificaram a presença de pessoas que estavam lá e que eram interessantes para serem eliminadas, então adentraram em quatro na casa e efetuaram disparos, para atingir o máximo de pessoas lá. Eram sete pessoas, dois foram atingidos, dois gravemente feridos e Mayara, que morreu. Havia até uma criança de 10 meses. A tragédia poderia ser muito maior", afirmou. 

LIGAÇÃO COM A GRANDE VITÓRIA

As investigações apontam que Linhares e outros municípios do Norte do Espírito Santo fazem parte de uma estratégia de grupos criminosos para ampliarem seus territórios. O delegado Fabricio Lucindo afirmou que a Polícia Civil tem investigado a ligação dos crimes ocorridos em Linhares com a Grande Vitória.

"De meados deste ano para cá, nós percebemos um surto de violência em Linhares e em outros municípios do Norte, mas especificamente em Linhares. Vimos um desacerto entre as gangues que praticam crimes em Linhares. Houve um aumento dos homicídios em agosto e setembro também está sendo um mês violento", salientou Lucindo. 

Em setembro, em entrevista ao jornal A Gazeta, questionado sobre o grande número de homicídios em agosto, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, afirmou que criminosos da Capital estão tentando tomar pontos de venda de entorpecentes no município do Norte capixaba.

“Nós já recebemos informações da Inteligência de que criminosos ligados ao tráfico de entorpecentes na Grande Vitória acabaram tentando tomar também pontos de venda de entorpecentes em Linhares. Então isso potencializou, no mês de agosto, o número de homicídios também em Linhares”, disse Ramalho.

Alexandre Ramalho fala da violência em Linhares

A Gazeta integra o

Saiba mais
Linhares Polícia Civil linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.