ASSINE

Comerciante é morto após desavença em bar de Linhares

O crime ocorreu na região do Gravata, no quilômetro 9 da estrada que liga a sede do município ao balneário de Pontal do Ipiranga

Linhares
Publicado em 20/09/2021 às 11h58
José Fernandes da Silva, conhecido como Zé Peão, de 65 anos, morto em Linhares. Crédito: Reprodução / Montagem A Gazeta
José Fernandes da Silva, conhecido como Zé Peão, de 65 anos, morto em Linhares. Crédito: Reprodução / Montagem A Gazeta

Um comerciante de 65 anos foi morto a tiros dentro do bar em que trabalhava em Linhares, no Norte do Espírito Santo, na tarde deste domingo (19), após um desentendimento. O crime ocorreu na região do Gravata, no quilômetro 9 da estrada que liga a sede do município ao balneário de Pontal do Ipiranga.

Polícia Militar se deslocou até o local do assassinato após receber a informação de que um homem teria sido baleado por quatro indivíduos armados. O homem foi identificado como José Fernandes da Silva, conhecido como Zé Peão, de 65 anos. Ele tinha arrendado o bar e foi encontrado morto pelos militares atrás do balcão.

DESENTENDIMENTO

Uma testemunha relatou aos policiais que estava no bar e saiu pouco antes do homicídio. Segundo o relato, quatro indivíduos do sexo masculino e uma mulher estavam bebendo no estabelecimento, quando ocorreu um desentendimento entre a mulher e a vítima.

Após o desentendimento, a mulher teria saído de dentro do bar e ido para um carro branco. Em seguida, os quatro indivíduos foram atrás dela e retornaram com a mulher para dentro do estabelecimento, onde começaram a discutir com Zé Peão.

De acordo com a Polícia Militar, uma segunda testemunha afirmou que, após ouvir disparos, viu os quatro homens e a mulher entrarem no carro branco e fugirem do local.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Linhares.

"DESAVENÇA MOMENTÂNEA", DIZ DELEGADO

Segundo o delegado Fabrício Lucindo, da 16ª Delegacia Regional de Linhares, o crime pode ter sido cometido por conta de uma desavença momentânea. 

"Nos parece que foi um caso daqueles de desavença momentânea. Houve uma desavença dentro do bar, eles assassinaram o dono do estabelecimento e fugiram do local", afirmou à reportagem da TV Gazeta Norte

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.