ASSINE

Ônibus bateu em bicicleta antes de atropelar menina em Linhares, diz mãe

Segundo Jéssica Vieira da Silva, acidente ocorreu após o veículo encostar na bicicleta em que ela carregava, na cadeirinha, Elena Vieira Fantin, de 2 anos

Linhares
Publicado em 17/09/2021 às 20h00
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, morreu atropelada por ônibus em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, morreu atropelada por ônibus em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal

A mãe da menina de dois anos que morreu atropelada por um ônibus na última terça-feira (13), em Linhares, no Norte do Espírito Santo, afirmou nesta sexta-feira (17) que o acidente ocorreu após o veículo encostar na bicicleta em que ela carregava a pequena Elena Vieira Fantin na cadeirinha. 

Em entrevista à TV Gazeta Norte, Jéssica Vieira da Silva relatou que passava sempre pelo local com a filha na ida e volta do trabalho. “Ia uma vez na semana com a Elena. Colocava ela na cadeirinha e ia, depois voltava para casa”, explica.

Ela disse se desequilibrou da bicicleta após uma encostada do ônibus. Jéssica explicou que, com o impacto, ela caiu na calçada, mas a filha acabou indo parar debaixo do coletivo.

“Trazia sempre a Elena na bicicleta. Ali não tem mais ciclovia, então eu seguia sempre no mesmo trajeto, pelo cantinho. Antes do quebra-molas, dei uma parada para esperar o ônibus parar, mas, naquele momento, senti uma pancada no guidão da bicicleta”, contou.

Jéssica Vieira da Silva

Mãe de Elena

"Se não tivesse ocorrido a pancada, eu não teria me desequilibrado e caído com a bicicleta. Eu caí para o lado da calçada e ela (a menina) foi parar debaixo do ônibus, que passou com a última roda na cabeça da minha filha"

Jéssica disse que está bastante abalada devido à morte de Elena, passando por acompanhamento com psicólogo, e sente muitas saudades da filha. "A minha filha era doce. Minha filha era um anjo, muito amorosa. Eu não tenho lágrima mais, a dor não passa". 

Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal / Montagem A Gazeta
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal / Montagem A Gazeta

CONTRAMÃO

Com relação à informação da Polícia Civil de que a mãe seguia com a bicicleta na contramão de direção, Jéssica explicou que naquele ponto da avenida não há ciclovia e que era rotina passar por aquela parte da pista.

"Eu precisava dar a minha versão como mãe. Eu estava me sentindo culpada, com muita culpa no coração, mas hoje eu vi a reportagem e as imagens. No cantinho que eu seguia, se o ônibus não tivesse batido eu não teria caído", salienta. “Eu sempre fazia aquele trajeto de bicicleta e continuava ali porque não tinha ciclovia. Não pensei naquela hora em atravessar em meio aos carros e ir para a outra pista. Fiquei ali no meu cantinho”, completa.

Na manhã desta sexta-feira, o delegado Fabrício Lucindo explicou que a investigação sobre o atropelamento continua e o que se sabe é que Jéssica estava na contramão de direção e o ônibus não guardou a distância necessária da bicicleta.

"A vítima vinha na contramão do fluxo, pelo lado do meio-fio. No momento em que ela cruza com o ônibus, acontece esse acidente. A gente está aguardando outras perícias para saber o que houve. O que se sabe, até o momento, é que a mulher estava na contramão de direção e o ônibus não guardou a distância de 1,5 metro necessário da bicicleta", afirmou.

VÍDEO MOSTRA MENINA NA CADEIRINHA 

Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira imagens que mostram Elena na cadeirinha da bicicleta antes de ser atropelada pelo ônibus. Nas imagens, é possível ver o movimento dentro e fora do coletivo no momento do atropelamento. A mãe aparece na bicicleta com a filha na garupa.

A gravação não mostra o que ocorreu após o ônibus passar pela bicicleta. Depois do atropelamento, o motorista para o ônibus e começa uma movimentação dentro do coletivo. Confira o vídeo abaixo:

Vídeo mostra menina na cadeirinha de bicicleta antes de acidente com morte no ES

O QUE DIZ A RESPONSÁVEL PELO ÔNIBUS

Procurada pela reportagem de A Gazeta na tarde desta sexta-feira, a Viação Joana D'Arc lamentou a perda da criança e afirmou que entrou em contato para prestar total solidariedade à família da criança. Veja a nota na íntegra:

"A Viação Joana D’Arc lamenta profundamente a fatalidade e a perda da vida de uma criança. A empresa já entrou em contato para prestar total solidariedade à família da pequena Elena. Sobre a dinâmica do acidente, a empresa aguarda a conclusão da perícia e está à disposição das autoridades."

*Com informações de Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte

A Gazeta integra o

Saiba mais
Linhares atropelamento linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.