ASSINE

Caso Ramona: STJ manda soltar motorista acusado de matar jovem no ES

A decisão do STJ saiu no dia do aniversário da jovem. De acordo com o advogado da família de Ramona, a notícia foi recebida como um presente ‘inverso’. “A família já está sabendo, acabei de informar. Está arrasada”, disse

Publicado em 25/03/2020 às 16h33
Atualizado em 26/03/2020 às 09h46
Ramona faria 20 anos nesta quarta-feira (25)
Ramona faria 20 anos nesta quarta-feira (25). Crédito: Arquivo da família

O dia 25 de março, data do aniversário de Ramona Bergamini, estudante de fisioterapia que foi atropelada enquanto voltava do trabalho, na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha, no dia 4 de março, será marcado por outro motivo para a família da jovem. Justamente nesta quarta-feira (25), quando ela completaria 20 anos, saiu a decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que garante a liberdade ao suspeito de matar a estudante, Wilker Wailant. Ele foi preso preventivamente no dia 5 de março.

Ramona e os irmãos, Pâmela e Rodrigo Rocha
Ramona e os irmãos, Pâmela e Rodrigo Rocha. Crédito: Arquivo da família

De acordo com o advogado da família de Ramona, Fábio Marçal, a notícia foi recebida como um presente ‘inverso’. “A família já está sabendo, acabei de informar. Está arrasada. Mas nós vamos dar um jeito de prendê-lo de novo”, disse.

“Foi concedida liminar em Habeas Corpus por volta das 14h30. O presidente do STJ já tinha negado anteriormente, em regime de plantão. Mas agora se basearam no entendimento do delegado de Vila Velha. Recorreram da decisão anterior, por agravo, e chegou à Ministra Laurita Vaz, que considerou que a prisão em flagrante se deu em crime culposo, então o Réu poderia responder em liberdade. Mas já sabemos que a juíza da 3ª Vara Criminal de Vila Velha declinou da competência para a Vara do Júri, ou seja, Wilker responderá por crime doloso”.

De acordo com Marçal, o suspeito deverá ser colocado em liberdade, mas responderá perante o Tribunal do Júri. “Por tudo que tem sido desenhado, já se entende por homicídio qualificado por motivo fútil. A ministra por enquanto considerou o auto de prisão em flagrante, que fala em homicídio culposo”, completou.

O OUTRO LADO

Segundo o advogado de defesa do motorista, Ludgero Liberato, a decisão apenas aplicou o entendimento já consolidado de que a prisão preventiva é excepcional. Liberato esclarece, ainda, que as punições somente podem ser aplicadas após o exercício do direito de defesa, que será exercício ao longo do processo.

DEPOIMENTO DA FAMÍLIA

Ramona quando criança
Ramona quando criança. Crédito: Arquivo da família

Em depoimento gravado em vídeo pela família de Ramona, a irmã, Pâmela Rocha, inicia falando do “presente” trazido pela Justiça e é acompanhada por depoimento do irmão, Rodrigo Rocha. Juntos, falam da dor da perda somada à notícia da decisão da Justiça.

Pâmela Rocha

Irmã de Ramona

"Hoje que seria um dia para estar feliz pela comemoração do aniversário, a gente tem duas tristezas, uma de estar sem ela e outra da notícia da liberação da pessoa que destruiu a nossa família"

O ACIDENTE

O acidente aconteceu na noite de 4 de março, na Avenida Carlos Lindenberg, na altura do bairro Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha. De acordo com o registrado pela Guarda Municipal de Trânsito, Wilker invadiu a contramão da via e atingiu a moto em que estava a jovem. Ela, por sua vez, voltava do trabalho e aguardava a abertura de um semáforo.

De acordo com pessoas que estiveram no local, a batida teria acontecido por volta das 23h30 da quarta-feira (4). Além da motocicleta em que Ramona estava, um carro popular e um ônibus do sistema Transcol também foram atingidos. Os ocupantes do coletivo não se feriram, mas a motorista do subcompacto chegou a ser socorrida para um hospital de Vila Velha.

A Gazeta integra o

Saiba mais
acidente atropelamento Caso Ramona

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.