ASSINE

Câmera flagra assalto de bandido em bicicleta em Vila Velha

Crime aconteceu por volta das 12h30 do último domingo (25); a mulher estava acompanhada do filho pequeno no momento do assalto

Publicado em 26/10/2020 às 20h29
Mulher é assaltada por criminoso de bicicleta em Itapuã
Mulher é assaltada por criminoso de bicicleta em Itapuã. Crédito: Reprodução | Câmera de segurança

Uma designer gráfica de 27 anos foi assaltada no início da tarde do último domingo (25) em Itapuã, Vila Velha, e teve o celular roubado pelo criminoso. O que chamou a atenção é que o bandido, que estava de bicicleta, tinha uma cadeirinha de criança presa no veículo e carregava uma sacola com um pacote de fraldas.

À reportagem de A Gazeta, a mulher narrou que chegava na casa de uma amiga quando tudo aconteceu. "Dessa vez eu estava sem meu esposo. Para acessar o prédio dessa amiga, que é portaria virtual, precisa apresentar um QR Code para a câmera", explicou.

-

Designer gráfica

"Me chamou atenção de cara essa questão da bicicleta com a cadeirinha e com a fralda. Ele estava vestido normalmente, de calça, sapato fechado, uma camisa. Como alguém que saiu pra comprar uma fralda na farmácia. Se eu tivesse cruzado com ele, não teria temido"

A designer disse que já saiu do carro com o celular na mão, com o código aberto. Ela especula que, pelas filmagens, o homem já tinha dado voltas na rua esperando alguma vítima para assaltar. Veja vídeo.

"Eu cheguei, mulher, ele deve ter visto que eu estava sozinha e, logo que desci do carro e fui para a porta de trás para pegar meu bebê. Ele me abordou, pediu só o celular. Eu ainda tentei questionar. Primeiro me fiz de desentendida e depois falei: poxa, você saiu para comprar fralda e está vindo me assaltar?", disse.

O criminoso ignorou as perguntas da mulher e, segundo ela, anunciou o assalto: "Passa o celular, passa o celular". A mulher diz que só entregou o aparelho quando o homem começou a ameaçar levar o carro com ela e com o filho. "Aí eu entreguei e ele saiu. Temi pelo meu filho. No vídeo, você pode ver que gritei no final, meio que 'invoquei' a justiça divina" detalhou a designer.

-

Designer gráfica

"Fiquei muito chateada porque fico na dúvida: é uma pessoa que foi comprar fralda ou é só um disfarce? Pelo que vimos, ele tinha dado uma ronda ali na frente. Provavelmente estava esperando uma vítima"

A mulher, que é do Ceará e mora no Espírito Santo há seis anos, disse que estava indo almoçar na casa de amigos que também são de lá. "Como é um lugar que eu costumo ir sempre, não fiquei desconfiada. Fiquei muito chateada e com raiva", contou a mulher.

Por fim, a designer disse que vai realizar um boletim de ocorrência junto à Polícia Civil sobre o caso.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.