ASSINE

Bandidos invadem apartamentos e matam duas pessoas em Vila Velha

Crimes aconteceram na madrugada desta sexta-feira (21), no bairro Planalto; vítimas foram identificadas como Jabes César Ribeiro e Gabriela Moreira Faqueres

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 21/01/2022 às 08h34
À esquerda, Jabes César Ribeiro, de 28 anos; e à direita, a adolescente Gabriela Moreira Faqueres, de 16 anos
À esquerda, Jabes César Ribeiro, de 28 anos; e à direita, a adolescente Gabriela Moreira Faqueres, de 16 anos. Crédito: Acervo familiar

Criminosos armados invadiram um imóvel por volta das 4h da madrugada desta sexta-feira (21), no bairro Planalto, em Vila Velha, na Grande Vitória, e mataram duas pessoas: o mecânico Jabes César Ribeiro, de 28 anos, e a adolescente Gabriela Moreira Faqueres, de 16 anos. Uma mulher também ficou ferida.

Segundo informações apuradas pelo repórter Diony Silva, da TV Gazeta, o local possui três apartamentos no segundo andar, que são alugados. Os bandidos invadiram dois deles, depois de entrarem pela porta principal do imóvel e arrombarem a entrada das residências internas.

De acordo com testemunhas, a adolescente foi a primeira vítima e morava no local havia menos de um mês. Um rapaz que estava com ela conseguiu fugir. No local, foram encontrados um rádio comunicador, pinos de cocaína, munição e uma touca ninja (que cobre praticamente todo o rosto).

Este vídeo pode te interessar

Rádio comunicador, pinos de cocaína e uma touca ninja foram encontrados pela Polícia Militar no local onde morava a adolescente Gabriela Moreira Faqueres
Rádio comunicador, pinos de cocaína e uma touca ninja foram encontrados pela Polícia Militar no local onde morava a adolescente Gabriela Moreira Faqueres. Crédito: Fabrício Christ

Depois, na segunda quitinete, os criminosos atiraram contra um casal. O homem de 28 anos morreu na hora. Já a esposa dele, uma estudante de engenharia civil, foi socorrida para um hospital da região, ferida com um disparo na barriga. O estado de saúde dela não foi divulgado.

Familiares contaram que o mecânico vivia no local há cerca de cinco anos com a mulher, era trabalhador e nunca havia tido problemas com os vizinhos. Segundo parentes, os dois tinham voltado de uma viagem à Bahia nessa quinta-feira (20) e acreditam que o apartamento tenha sido invadido por engano.

Bandidos arrombaram a porta da quitinete de Gabriela (à esquerda) e invadiram os imóveis (à direita)
Bandidos arrombaram a porta da quitinete de Gabriela (à esquerda) e invadiram os imóveis (à direita). Crédito: Fabrício Christ

Após os crimes, os suspeitos fugiram do local. Uma corda amarrada em uma das quitinetes pode ter sido usada na fuga. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem necropsiados e, posteriormente, liberados para os familiares.

CASO SERÁ INVESTIGADO NA DELEGACIA DA MULHER

Em nota enviada à reportagem de A Gazeta, a Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), que já iniciou diligências, e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.

"A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas", ressaltou a corporação. 

ESPOSA DE MECÂNICO PEDIU SOCORRO À PM

Também procurada por A Gazeta, a Polícia Militar informou que uma guarnição se dirigiu até a residência que teria sido invadida por pessoas não identificadas e onde disparos de arma de fogo foram ouvidos. Os militares perceberam que o portão estava aberto, porém não existia sinais de arrombamento.

Segundo a corporação, foi feita uma varredura no local, sendo constatado que se tratavam de três quitinetes. A primeira estava com a porta arrombada e coisas reviradas. Em um cômodo lateral, estava uma adolescente, de 15 anos, em óbito por disparos de arma de fogo. Neste imóvel, foram encontradas porções de drogas, touca ninja e um coldre de arma de fogo.

Em outra quitinete, os policiais ouviram, por uma janela, uma mulher pedindo socorro, informando estar baleada e que seu companheiro estava morto atrás da porta, também atingido por disparos de arma de fogo. Foi solicitado apoio à Polícia Civil e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu a vítima para um hospital particular do município.

*Com informações de Diony Silva, da TV Gazeta

Atualização

21 de Janeiro de 2022 às 10:49

Após a publicação da reportagem, a Polícia Militar informou que a adolescente morta tinha 15 anos, não 16 como a matéria dizia anteriormente, de acordo com informações iniciais. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.