ASSINE

Assaltante rouba cordão de ouro avaliado em R$ 8,5 mil em Cachoeiro

Educado, o ladrão até contou detalhes da vida pessoal para a vendedora antes de anunciar o assalto. Crime aconteceu na manhã desta sexta-feira (12) em uma relojoaria no Centro da cidade. Veja vídeo

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 12/02/2021 às 18h16
Câmeras de segurança da loja flagraram a ação do ‘falso cliente’ . Crédito: Reprodução/Videomonitoramento
Câmeras de segurança da loja flagraram a ação do ‘falso cliente’ . Crédito: Reprodução/Videomonitoramento

Um assaltante se passou por cliente e roubou um cordão de ouro avaliado em R$ 8,5 mil na manhã desta sexta-feira (12), em uma relojoaria localizada na Rua Capitão Deslandes, uma das principais vias no Centro de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Segundo testemunhas, o bandido fugiu a pé em direção a Avenida Beira Rio.

Segundo uma das funcionárias, que prefere não se identificar, o crime aconteceu por volta das 10h30. No entanto, o homem foi até a loja em busca de um cordão de ouro por volta das 9h. “Ele disse que queria a peça, pediu um desconto. Disse que iria ao banco sacar a quantia para a compra. Voltou dizendo que estava com parte do valor em mãos e aguardava a mãe para passar o cartão com o restante”, contou.

Durante o período de espera, contou a vendedora, o assaltante foi educado e contou até detalhes da vida pessoal. “Ele pediu para ver a peça na mão e anunciou que era um assalto. As outras vendedoras só viram que era um assalto quando ele saiu da loja correndo”, disse a funcionária.

Polícia Militar foi acionada e fez buscas, mas o homem não foi localizado. Imagens das câmeras de seguranças da loja foram repassadas à polícia para ajudar nas investigações.

Polícia Civil, informou por meio de nota, que orienta que as vítimas desse tipo de caso que registrem a ocorrência podendo comparecer a uma delegacia ou realizar o registro por meio da Delegacia Online, no endereço eletrônico https://delegaciaonline.sesp.es.gov.br, para que a Polícia Civil tome ciência do caso e inicie as investigações.

Denuncias pode ser feitas, de forma anônima, através do Disque-Denúncia 181, ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.