ASSINE

Alerta: golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes no ES

Polícia diz que objetivo dos golpistas é clonar WhatsApp da vítima para pedir dinheiro aos familiares e amigos. Orientação é sempre desconfiar e, se for vítima desse ou de outros golpes, registrar um boletim de ocorrência

Publicado em 24/09/2020 às 09h19
Atualizado em 24/09/2020 às 12h55
Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes
Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

"Você está concorrendo a uma promoção, com três diárias grátis. Caso se interesse, favor nos informar nome completo e número de telefone com DDD". É como mensagens assim, fingindo ser o perfil oficial de uma pousada ou restaurante, que golpistas tentam roubar os dados de clientes e, depois, passam a pedir dinheiro para familiares e amigos da vítima. Esse tipo de golpe vem acontecendo com frequência.

A farmacêutica Gabriela Genelhu recebeu pelo menos duas mensagens como essa e por pouco não caiu no golpe. Na primeira vez, a mensagem chegou pelo perfil de uma pousada que ela seguia na rede social. Mas o perfil que ofereceu a promoção era falso. 

"Eu recebi uma mensagem inbox de um perfil de uma dessas pousadas dizendo que eu havia sido escolhida para participar de uma seleção para poder passar um final de semana lá com a minha família", contou à TV Gazeta.

A farsa foi revelada pela própria pousada, que mandou mensagem para os clientes dizendo que a promoção era falsa e o perfil que estava divulgando também era falso. "Uns dias depois eu recebi uma mensagem do perfil oficial da pousada falando que o perfil deles havia sido copiado", lembra.

Este vídeo pode te interessar

RESTAURANTE DA PRAIA DO CANTO TAMBÉM FOI ALVO DE GOLPISTAS

A Gabriela também foi alvo de golpistas que criaram um perfil falso para um restaurante da Praia do Canto, em Vitória, do qual ela é cliente. A mensagem era semelhante à que ela recebeu da pousada, também com pedido de informações. Mais uma vez, a farmacêutica percebeu o golpe.

"Dessa vez mandaram a mensagem dizendo que eu já havia ganhado um jantar para mim e para minha família", recorda.

Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes
Mensagem que a Gabriela recebeu de golpistas que criaram perfil falso para restaurante da Praia do Canto. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

POUSADA DE PEDRA AZUL TAMBÉM FOI ALVO DOS GOLPISTAS

Uma famosa pousada de Pedra Azul também foi alvo de criminosos e teve um perfil falso criado nas redes sociais onde golpistas faziam a mesma coisa: ofereciam promoções e pediam os dados dos clientes.

"Uma mensagem dizendo que a pessoa foi sorteada para passar três diárias aqui e pede que mande nome, CPF, dados pessoais, e a pessoa inocentemente cai e tem os seus dados sequestrados, contas invadidas, WhatsApp clonado", explicou Lílian Melo, proprietária da pousada Rabo do Lagarto.

Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes
Perfil fake de pousada de Pedra Azul também pediu dados de clientes. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

O perfil falso e o perfil verdadeiro da pousada usavam as mesmas fotos, o nome também era igual. Só o que muda é o underlaine – um tracinho no final – colocado no final do endereço do perfil. "Nós temos 118 mil seguidores, nos avisam imediatamente", diz a proprietária.

Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes
Golpistas criam perfis falsos de pousadas e restaurantes para roubar dados dos clientes. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

POLÍCIA PEDE QUE INTERNAUTA DESCONFIE

A polícia está investigando os golpes. O delegado Brenno Andrade, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), explicou como os golpistas atuam:  "Naquela ânsia de receber a promoção, você passa o código para os criminosos e tem o WhatsApp clonado. Depois que o WhatsApp for clonado, o criminoso vai começar a se passar por você, vai mandar mensagem para os seus amigos, para os seus familiares e começar a pedir dinheiro, inventando as maiores mentiras".

A dica da polícia é sempre desconfiar e, se for vítima desse ou de outros golpes, registrar um boletim de ocorrência.

"Procure na internet, coloque o nome da empresa em um navegador de busca, encontre o site da empresa e verifique se aquela promoção é real. Existe também no navegador de busca o telefone da empresa. Ligue, ou se você mora perto, vá até lá e verifique se a promoção de fato existe", orienta o delegado.

Com informações de André Falcão, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil Crimes Eletrônicos crime Internet pedra azul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.