ASSINE

Adolescente põe fogo em colchão e ameaça cuidador com faca em Iúna

Garoto responderá por ato infracional análogo aos crimes de tentativa de homicídio e incêndio, de acordo com a Polícia Civil. Caso aconteceu na quinta

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 01/07/2022 às 13h23
Data: 19/11/2019 - ES - Vitória - Viaturas da Polícia Militar do ES - Editoria: Cidades - Foto: Fernando Madeira - GZ
Viatura da Polícia Militar do ES. Crédito: Fernando Madeira

Um adolescente de 14 anos foi apreendido pela Polícia Militar depois de ameaçar agredir o cuidador de uma casa de apoio, no bairro Quilombo, em Iúna, na Região do Caparaó. Segundo o registro da polícia, o caso aconteceu por volta das 20h de quinta-feira (30). O garoto também colocou fogo em um colchão.

O local, segundo a polícia, fica próximo ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Quando os militares chegaram, se depararam com um colchão queimando no lado de fora da casa.

O cuidador contou que o adolescente de 14 anos quebrou objetos, colocou fogo no colchão e, quando ele tentou apagar o fogo, foi ameaçado. Caso apagasse o incêndio, o menino disse que ele seria ferido com uma faca. O adolescente tentou dar golpes contra o cuidador, que se protegeu, tentando sair da casa, pois disse que já estava perdendo os sentidos por conta da fumaça.

Segundo o cuidador, o adolescente foi retirado do convívio dos outros menores da casa de apoio por levar risco à segurança dos outros ocupantes e tentar aliciar meninas, moradoras do local. Por esse motivo, informou o cuidador, a prefeitura alugou uma casa e durante 24 horas fica à disposição do adolescente e quatro cuidadores em regime de escala. No registro policial, a vítima contou ainda que vem sofrendo ameaças do garoto.

O adolescente de 14 anos saiu da casa após o episódio e, momentos depois, voltou com dois jovens e ficou na frente do portão do imóvel. O menino foi encontrado pela polícia na rua lateral da casa de apoio, com um isqueiro. O Conselho Tutelar acompanhou o caso e o adolescente foi levado para a delegacia.

O adolescente responderá por ato infracional análogo aos crimes de tentativa de homicídio e incêndio, de acordo com a Polícia Civil. Ele foi apresentado ao Ministério Público, que decidirá se o adolescente ficará ou não internado.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.