ASSINE

Adolescente é procurado por ter ajudado na morte de irmão em Anchieta

Um rapaz de 17 anos foi morto no dia 12 de abril após ameaças de bandidos por conta do tráfico de drogas. Irmão da vítima, de 16 anos, segundo a polícia, ajudou o atirador no crime

Publicado em 21/06/2021 às 18h59
Delegacia de Anchieta, no Litoral Sul do Espírito Santo
Delegacia de Anchieta, no Litoral Sul do Espírito Santo. Crédito: Rodrigo Gonçalves

Um homem, de 23 anos, foi preso suspeito de ter matado um adolescente de 17 anos, no dia 12 de abril deste ano, em Anchieta, Litoral Sul do Espírito Santo. O irmão da vítima, de 16 anos, é procurado pela polícia por ter ajudado na morte do jovem, com outro suspeito da mesma idade.

De acordo com as investigações, a motivação do homicídio seria a disputa pelo tráfico de drogas no bairro onde viviam em Anchieta. “Havia uma briga entre a quadrilha do detido e da vítima. O conduzido teria determinado que a vítima parasse de vender drogas no bairro Novo Anchieta”, relatou a titular da Delegacia Regional de Anchieta, Maria Glória Pessoti.

Após o aviso, a vítima começou a receber ameaças dos criminosos. No dia 12 de abril, os criminosos foram até o bairro, orientados pelo irmão do rapaz, e o executaram.

Na ocasião, um homem de 19 anos e um adolescente de 15 anos, que quase foram atingidos pelos disparos, contaram aos policiais que dois homens chegaram, atiraram na vítima e fugiram.

A PRISÃO

A prisão do homem de 23 anos aconteceu após denúncias sobre o tráfico de drogas no bairro São Bento, em Domingo Martins. Durante a ação, um adolescente foi apreendido com drogas. Além dele, um homem com mandado de prisão aberto por homicídio, expedido pela Vara de Anchieta foi preso.

Na última sexta-feira (18), policiais militares receberam informações de que no bairro São Bento, em Domingo Martins, haveriam indivíduos envolvidos no tráfico de drogas. Quando chegaram ao local, os militares viram um adolescente assobiando em frente a uma casa de dois andares. Uma pessoa chegou ao portão e entregou algo a ele.

Imediatamente, os policiais abordaram o adolescente e encontraram dois pinos de cocaína, que ele havia dispensado quando viu a aproximação dos militares. Durante a abordagem, o outro indivíduo, que entregou os entorpecentes, saiu correndo para o interior da residência.

Neste instante, ao olhar para a garagem, os militares viram oito pinos de cocaína e entraram na residência, e conseguiram abordar duas pessoas, sendo que um deles que estava com mandado de prisão aberto por homicídio, expedido pela Vara de Anchieta. No local, também foram encontradas 70 pedras de crack, 50 buchas de maconha, R$1.446,65 em espécie e um radiocomunicador.

"Diariamente, nossas equipes realizam diversas operações de fiscalização focadas nas abordagens de situações estranhas ao contexto da região. Com a operação Colheita essas ações foram intensificadas, resultando em mais prisões e apreensões", frisou major Edinei Balbino, comandante da 6ª Companhia Independente de Domingos Martins.

O adolescente e os dois homens foram encaminhados à 11ª Delegacia Regional de Venda Nova do Imigrante. O adolescente foi ouvido e liberado, já os dois homens foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico de drogas, e conduzidos ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

Os outros dois adolescentes, de 16 anos, suspeitos de terem participado do homicídio em Anchieta —  sendo um deles o irmão da vítima — foram identificados e continuam sendo procurados. A polícia destaca que a população pode denunciar anonimamente e auxiliar na investigação por meio do telefone 181.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.