ASSINE

Adolescente é morto a tiros depois de comemorar aniversário em Cachoeiro

Vitor Rangel da Silva chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu e já chegou morto. O crime aconteceu logo após a festa de aniversário do garoto, que completaria 14 anos nesta quinta (29)

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 29/04/2021 às 10h31
Vitor Rangel da Silva chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu e já chegou morto. O crime aconteceu na noite desta quarta (28)
Vitor Rangel da Silva foi morto no dia da comemoração do seu aniversário de 14 anos. Crédito: Arquivo pessoal

Um adolescente foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (28), em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, no dia em que comemorava o próprio aniversário. Vitor Rangel da Silva era morador do bairro Zumbi. Nesta quinta-feira (29), ele completaria 14 anos.

Segundo informações da Polícia Militar, os militares foram acionados, por volta das 23h, para verificar uma ocorrência onde uma criança teria sido alvejada, na Rua Maria Dolores Santana, no bairro Zumbi. Ao chegarem no local, a vítima já havia sido socorrida ao Hospital Santa Casa de Misericórdia. 

No hospital, militares conversaram com a irmã da vítima. Ela disse que eles estavam na festa do aniversário dele e que Vitor saiu da casa e sentou junto com outras pessoas na esquina. Logo após, ocorreram os disparos. Ela encontrou o irmão caído no chão e o levou para o hospital, mas ele não resistiu e já chegou morto.

Populares que não quiseram se identificar contaram aos policiais que o autor dos disparos também é morador do bairro e que o motivo dos disparos seria a disputa pelo tráfico de drogas no local conhecido como escadaria do “Chuck”.

O suspeito de ter atirado foi identificado, mas o nome não foi divulgado. O caso segue sob investigação da Polícia Civil de Cachoeiro. Para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada.

A Polícia Civil destacou que a população pode auxiliar na investigação por meio do telefone 181. "O Disque-Denúncia é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar. Todas as informações recebidas são investigadas", afirmou  em nota.

Correção

29 de Abril de 2021 às 11:40

Após a publicação desta reportagem, a irmã da vítima informou que o adolescente comemorou o aniversário de 14 anos nesta quarta, mas ele completaria a idade nesta quinta (29). Por isso, o título e o texto desta matéria foram alterados. 

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.