ASSINE
Salvador Muroni
Salvador Muroni
1935
2020

Dono do restaurante Ninho da Roxinha morre por complicações da Covid

O empresário Salvador Muroni tinha 85 anos e morreu neste domingo (21).  Ele ficou internado por 10 dias, mas não resistiu

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 21/03/2021 às 18h11

Morreu neste domingo (21) o empresário Salvador Muroni, aos 85 anos, por complicações da Covid-19. Salvador era proprietário do restaurante Ninho da Roxinha, em Nova Almeida, na Serra, local famoso também pelas realizações de eventos.

De acordo com André Muroni, filho de Salvador, o empresário chegou a ficar internado no hospital por cerca de 10 dias, mas não resistiu. 

"Outras pessoas na família tiveram a doença, mas ninguém teve piora. Ele tinha comorbidades. Fica a memória de um bom pai, empreendedor e que criou todos os filhos com muito trabalho", afirmou.

O empresário era casado com Sueli Fonseca Muroni. Além da esposa, ele deixa três filhos e quatro netos. 

RESTAURANTE EM HOMENAGEM À ESPOSA

O restaurante Ninho da Roxinha foi construído a partir da casa de praia da família Muroni. O espaço onde se localiza o restaurante compõe uma área verde de 40 mil metros quadrados, cheia de arvores frutíferas. A vista para a baía de Nova almeida e Praia Grande é um dos atrativos do local, que com o passar dos anos virou também uma disputada opção para casamentos e outras celebrações.

Inaugurado em 1996, o restaurante foi uma homenagem de Salvador para a esposa Sueli. Roxinha é o nome carinhoso pelo qual o empresário sempre se referiu à mulher, ressaltando a pele morena dela. 

Amigo da família, o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, lamentou a  morte de Salvador em uma postagem nas redes sociais. Para Vidigal, a Serra perdeu um "empresário visionário, apaixonado pela cidade".

"Ele foi um empresário visionário. O Ninho da Roxinha foi o primeiro grande restaurante de Nova Almeida. Primeiro veio o restaurante, depois o cerimonial. Ele defendia e acreditava no potencial turístico da Serra. Uma perda grande, mais uma nessa pandemia. A gente tem que se cuidar”, afirmou o prefeito.

CORPO SERÁ CREMADO

Em virtude do momento de pandemia, e para evitar qualquer tipo de aglomeração, a família decidiu que o corpo de Salvador Muroni será cremado em uma cerimônia aberta somente para parentes e amigos próximos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Serra Coronavírus no ES serra Obituário Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.