ASSINE

Após ser internado com Covid-19, desembargador aposentado morre no ES

O presidente do TJES, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, divulgou nota lamentando, em nome de todo o Poder Judiciário Estadual, o falecimento de Antônio Carlos Antolini

Publicado em 19/12/2020 às 15h32
Ele estava internado com Covid
Antônio Carlos Antolini morreu aos 83 anos. Crédito: Reprodução/ Facebook

Morreu na madrugada deste sábado (19), aos 83 anos, o desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Espírito Santo Antônio Carlos Antolini. De acordo com familiares, estava internado desde o dia 7 de dezembro no Hospital Evangélico de Vila Velha após ser contaminado pelo novo coronavírus.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, divulgou uma nota lamentando, em nome de todo o Poder Judiciário Estadual, o falecimento do magistrado.

Segundo a família de Antônio Carlos, o desembargador teve falência múltipla de órgãos em decorrência de uma pneumonia. A doença surgiu como uma consequência da Covid-19, de acordo com os parentes.

"Ele foi internado no dia do meu aniversário e foi enfraquecendo por causa da doença e por causa da pneumonia. Além da tristeza, estamos preocupados com a minha mãe, que era casada com ele havia 58 anos, tem mal de Parkinson e está com a saúde bastante fragilizada", relatou o filho do desembargador, o advogado Antônio Carlos Antolini Júnior.

A esposa do desembargador, a advogada Nadyr Antolini, de 82 anos, não apresentou sintomas da Covid-19, de acordo com familiares.

Natural de Colatina, Antolini atuou como desembargador do TJES de 2002 a 2010, quando se aposentou. Ele se formou em Direito em 1963 na antiga Faculdade de Direito do Espírito Santo. Começou a atuar como juiz de Direito em 1977. O desembargador também foi secretário municipal de Governo na Prefeitura de Colatina.

Antolini é velado no cemitério Jardim da Paz, na Serra, onde está sepultado o filho Marcelo Antolini, que faleceu em 2013 por falência múltipla dos órgãos em decorrência de um câncer no fígado. Além de Marcelo e do advogado Antolini Júnior, o desembargador ainda deixa outro filho.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.