ASSINE

Transmissão comunitária: ES vai restringir mais a circulação de pessoas

Após anúncio do Ministério da Saúde de transmissão comunitária em todo o Brasil, Estado vai intensificar restrição da circulação de idosos, pessoas vulneráveis e com doenças que diminuem a imunidade

Publicado em 21/03/2020 às 13h40
Atualizado em 21/03/2020 às 16h55
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Crédito: Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Crédito: Elis Carvalho

Com o anúncio do Ministério da Saúde de transmissão comunitária do novo coronavírus em todo o Brasil, o governo do Espírito Santo anunciou o que muda no protocolo de controle do avanço da doença. Em entrevista à TV Gazeta, o subsecretário estadual de Saúde, Luiz Carlos Reblin, afirmou que será intensificada a restrição de pessoas em circulação nas ruas. A atenção que já estava sendo dada a idosos, pessoas mais vulneráveis e doentes crônicos, será maior.

Luiz Carlos Reblin

Subsecretário de Saúde do ES

"Embora até hoje o Espírito Santo ainda consiga a identificar onde as pessoas adquiriram a doença, nós então passamos a adotar o protocolo de transmissão comunitária. O que muda é a intensificação das pessoas que devem se retirar de circulação. As pessoas mais vulneráveis, idosas, aquelas que têm algum tipo de doença que diminui a imunidade, essas devem restringir a circulação social"

Ainda segundo o subsecretário, as medidas que estão sendo tomadas pelo governo ao longo da semana já seguiam o caminho para a transmissão comunitária.

“O governo do Estado tem adotado ao longo desta semana e da anterior medidas que apontavam esse caminho. Por isso, os decretos que diminuem o comércio, a restrição em parques, em serviços do Estado, isso tudo aponta já para a transmissão comunitária”, afirma.

TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA NA PRÓXIMA SEMANA

Logo após o anúncio do Ministério da Saúde, o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, afirmou que a transmissão comunitária deve começar no Espírito Santo a partir da próxima semana. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, na sexta-feira eram 655 casos notificados. Destes, 153 foram descartados e 16 foram confirmados.

Uma nova reunião será realizada na Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, no Palácio Anchieta, em Vitória, na tarde deste sábado (21). As partes vão analisar os números atualizados do coronavírus no Espírito Santo e, caso seja necessário, mais medidas serão tomadas.

Este vídeo pode te interessar

Coronavírus: idosos vão à feira livre em Vitória

Movimento na feira livre de Jardim Penha
Movimento na feira livre de Jardim Penha . Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha. Elis Carvalho
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.