ASSINE

Sesa fala sobre primeiro caso suspeito de coronavírus no ES

A Secretaria da Saúde (Sesa) passa informações sobre o caso nesta quarta-feira (26)

Publicado em 26/02/2020 às 10h11
Atualizado em 26/02/2020 às 11h58

A Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Centro de Operações Estratégicas (COE), fez, na manhã desta quarta-feira (26), uma coletiva de imprensa, para falar sobre o primeiro caso suspeito de coronavírus no Espírito Santo. Veja a entrevista abaixo.

O CASO

Um paciente que chegou ao Espírito Santo após viagem à Itália deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Carapina, na Serra, por volta das 19h desta terça-feira (25), segundo funcionários que não quiseram se identificar. A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), por meio de nota, confirmou que o caso é o primeiro suspeito de coronavírus no Espírito Santo. A secretaria também informou que o paciente foi encaminhado para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, referência no atendimento a casos infecciosos dessa natureza.

"A Secretaria da Saúde (Sesa) por meio do Centro de Operações Estratégicas (COE) informa que foi notificado sobre o primeiro caso suspeito de coronavírus (Covid-19), na tarde desta terça-feira (25). O paciente chegou recentemente ao Espírito Santo após viagem à Itália, apresentando febre e outros sintomas respiratórios. Ele foi encaminhado para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, que tem a expertise de atendimento a casos graves e é um dos hospitais de referência para atendimento a casos suspeitos, definido pelo Plano Estadual de Enfrentamento e Controle do Covid-19. A coordenação do COE informa ainda que o paciente está sendo monitorado e exames laboratoriais serão realizados para confirmar ou não a doença. O caso suspeito será informado ainda nesta terça-feira ao Ministério da Saúde. Na última sexta-feira (21), o Ministério da Saúde passou a enquadrar também, na definição de casos suspeitos de Covid-19, pessoas com histórico de viagens a outros sete países: Japão, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Singapura, Camboja, Vietnã e Tailândia. A mudança ocorreu devido ao aumento de 14% no número de novos casos fora da China," diz a nota.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.