ASSINE

"Não foi acidente", diz amigo de jovem morta na Lindenberg, em Vila Velha

Dizeres foram estampados em caixa de entrega, como forma de luto e protesto, no velório da jovem Ramona Bergamini, 19 anos

Publicado em 05/03/2020 às 16h57
Atualizado em 05/03/2020 às 20h23
Felipe, Paulo e Juan levaram mensagem de protesto. Crédito: Larissa Avilez
Felipe, Paulo e Juan levaram mensagem de protesto. Crédito: Larissa Avilez

Amigos de Ramona Bergamini, morta após um motorista invadir a contramão na avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha, estamparam a frase "Não foi acidente", como forma de luto e protesto, durante o velório da jovem, na tarde desta quinta-feira (05).

Ramona trabalhava há cerca de três meses com as entregas por aplicativo para complementar a renda. "Ela fazia isso para manter a faculdade. Com o dinheiro das duas primeiras semanas, ela comprou os livros. Passamos a última noite rindo, não teve muitas entregas por causa da chuva, então ela nem estava cansada nem nada. Dei tchau pra ela por volta das 23h e logo depois fiquei sabendo o que tinha acontecido", contou Juan Alves, que tinha o mesmo restaurante de Ramona como ponto fixo.

Quem deu a notícia para ele foi Paulo Lima, que conhecia os dois e também trabalha como entregador. "Eu estava indo para a casa e passei pelo local, cerca de 15 minutos depois do acidente. Por lá, me falaram 'um dos seus morreu, e é uma menina'. Ela ainda estava com o capacete. Eu pedi para a perita se podia retirar para ver se era ela. E era", lembrou.

Com a perda, além do sentimento de dor, também fica o de revolta entre os companheiros de trabalho. Felipe Simões usou uma fita adesiva para escrever na bag a seguinte frase: Não foi acidente. "É inadmissível. As leis brasileiras são muito brandas. Você bebe, atropela uma menina que tinha uma vida inteira pela frente. Nesse trabalho, infelizmente, a gente sabe que tem horário para sair de cada, mas nunca sabe se vai voltar", desabafou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.