ASSINE

Moradores ignoram recomendação e jogam futebol na orla de Vila Velha

Grupo de jovens se reuniu nas areias da orla canela-verde na manhã desta sexta-feira (10) para práticas de futebol e futevôlei. Pessoas também se aglomeraram para comprar peixe na cidade

Publicado em 10/04/2020 às 17h16
Atualizado em 11/04/2020 às 11h58
Cerca de 10 homens jogaram futebol na orla de Vila Velha nesta sexta-feira (10)
Cerca de 10 homens jogaram futebol na orla de Vila Velha nesta sexta-feira (10). Crédito: Internauta

A recomendação dos órgãos de saúde dos governos federal e estadual é que as pessoas evitem ir à rua, não fiquem em aglomerações e que apenas saiam em caso de necessidade, como compras em supermercados, restaurantes ou farmácias. Essas medidas são as mais recomendadas para achatar a curva de contaminação do novo coronavírus. O que se vê, contudo, é uma parcela significativa da população ignorando-as e se colocando em risco, como ocorreu na orla de Vila Velha na manhã desta sexta-feira (10).

Ainda que a prática de atividade física não esteja proibida, o ideal é que a mesma seja realizada individualmente e, de preferência, dentro de casa. Um grupo de homens, entretanto, não se importou em ir à praia para jogar futebol de areia, enquanto outros se divertiam com o futevôlei. O registro foi feito por outro morador que caminhava na praia.

Em outros locais de Vila Velha, também foram registradas situações de risco. Na Prainha, dezenas de pessoas se aglomeraram para comprar peixe para a Sexta-Feira Santa, e poucas usavam máscaras.

ABORDAGEM E RECOMENDAÇÃO

Em nota, a Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, informou que os guarda-vidas da cidade estão orientados a realizar abordagens, ao longo da orla e também nos calçadões, para a conscientização das pessoas sobre a importância do isolamento social para prevenir a Covid-19, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, a Guarda Municipal de Vila Velha informou que "tem realizado simultâneas ações fiscais ordinárias, muitas vezes acompanhadas pelas equipes de fiscalização da prefeitura, além de operações integradas que envolvem as várias secretarias municipais para orientação e conscientização dos munícipes, principalmente para orientar o fechamento de estabelecimentos não essenciais que de alguma forma criam condições favoráveis para aglomerações na cidade".

O município destacou ainda na nota que "orienta para que diante de situações como essa a Polícia Militar também seja acionada, além dos canais de comunicação municipais, como o 162 da Ouvidoria, e a Guarda Municipal no 3219-9929".

NOTA DA REDAÇÃO:

Este vídeo pode te interessar

A reportagem havia mencionado que pessoas ocupavam bares na região da Praia da Costa. Contudo, o proprietário do restaurante que aparece na imagem explicou estar seguindo as orientações de espaçamento entre mesas, bem como disponibilizando álcool gel para os clientes. Além disso, o referido estabelecimento está finalizando os serviços de atendimento às 16h conforme determinação das autoridades públicas. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.