ASSINE

Casagrande anuncia reajuste para professores da rede estadual

O governador afirmou, em suas redes sociais, que será aplicado um aumento de 12,84% retroativo a janeiro de 2020

Publicado em 09/03/2020 às 15h20
Atualizado em 09/03/2020 às 16h55
Sala de aula: professores vão receber aumento referente ao piso nacional do magistério. Crédito: shutterstock
Sala de aula: professores vão receber aumento referente ao piso nacional do magistério. Crédito: shutterstock

governador Renato Casagrande (PSB) anunciou um reajuste na remuneração do magistério público estadual. Serão aplicados 12,84% ao piso nacional neste mês, retroativos a janeiro deste ano. O salário inicial dos professores no Espírito Santo, na jornada de 25 horas semanais, vai passar de R$ 1,598,59 para R$ 1.803,85. 

O anúncio foi feito por meio das redes sociais, e o governador disse ainda que serão beneficiados quase 11 mil profissionais e o investimento anual será de R$ 53 milhões.

O piso nacional foi reajustado pelo governo federal em janeiro, conforme previsto na Lei 11.738/2008, passando de R$  2.557,74 para R$ 2.886,24, por 40 horas semanais. Na rede estadual, o pagamento será proporcional à jornada trabalhada - no Estado predominam os contratos de 25 horas.

O secretário estadual de Educação, Vitor de Angelo, explica que, apesar de o pagamento ser efetuado a partir de março, não há perdas para os professores porque o reajuste será retroativo a janeiro. Ele também observa que, embora previsto na legislação, não é raro que Estados e municípios deixem de pagar o piso para os professores.

"Não quero fazer exaltação porque estamos cumprindo a lei, mas é sempre bom ressaltar que não é uma tarefa fácil. É preciso muita cautela e responsabilidade para aplicar um reajuste como esse. Mas é possível cumprir, criar condições para manter o patamar de remuneração dos profissionais da Educação", frisa Vitor de Angelo. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.