ASSINE

Usuários continuam reclamando de problemas no aplicativo Caixa Tem

Erros continuam para os beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600, FGTS e BEm. Mesmo com as melhorias, banco não conseguiu solucionar todas as falhas

Publicado em 16/07/2020 às 09h15
Atualizado em 16/07/2020 às 09h15
Usuarios do aplicativo Caixa Tem enfrentam horas de fila. Crédito: Juliana Alves (Divulgação)
Usuarios do aplicativo Caixa Tem enfrentam horas de fila. Crédito: Juliana Alves (Divulgação)

Mesmo após melhorias, os usuários do aplicativo Caixa Tem continuam relatando erros e demora no sistema. O app que deveria facilitar o acesso ao dinheiro do auxílio emergencial se tornou um grande obstáculo para quem precisa utilizar o benefício.

Além de ser usado para pagar o auxílio emergencial, o aplicativo também está sendo movimentado para pagar o BEm, benefício para quem teve o salário suspenso ou reduzido, e o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esse total de beneficiários é o que gera a sobrecarga no sistema, já que são 41,2 milhões de brasileiros acessando regularmente a plataforma.

Nas últimas semanas, A Gazeta relatou os dramas de quem não consegue ter acesso ao dinheiro pelo app, e até as melhorias anunciadas pela Caixa, mas que não surtiram efeitos segundo os usuários.

Nas redes sociais, os internautas já criaram até a hashtag #CaixaTemNADA para compartilhar os perrengues dentro dos aplicativo. Entre os erros, as pessoas continuam relatando dificuldades de ver saldos, fazer pagamentos e transferências.

E o caminho para quem ainda não pode sacar o benefício vai ser longo e cheio de percalços, já que os problemas não têm prazo para serem resolvidos. É o drama dos beneficiários que ainda esperam a terceira parcela (lote 1), segunda parcela (lote 2), e primeira parcela (lote 4).

O dinheiro, que já está creditado na poupança digital dos 40 milhões de beneficiados, só pode ser acessado pelo aplicativo Caixa Tem, até a liberação de saque, feita de maneira escalonada, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.

Os nascidos em janeiro, por exemplo, podem se ver livres do aplicativo a partir deste sábado (18), mas os nascidos em dezembro vão precisar ter dois meses de muita paciência até setembro, quando vão poder sacar o dinheiro e não precisaram mais do app. Veja o calendário de saque.

Os beneficiários do FGTS também vão ter que enfrentar esse longo período usando a plataforma até terem o dinheiro em mãos. O saque em dinheiro e transferências só estarão disponíveis a partir do dia 25 de julho para os nascidos em janeiro. E vai demorar ainda mais para os aniversariantes de dezembro, que só terão o saque liberado em novembro. Confira as datas abaixo. 

O QUE DIZ A CAIXA

O banco informou que as melhorias anunciadas na última terça-feira (7) foram visíveis no atendimento desta segunda-feira (13), com a diminuição brusca no tempo de espera para acessar o aplicativo. No entanto, em horários de pico, é possível que ainda ocorra intermitência momentânea em alguns serviços.

E mesmo com os problemas, pelo menos 20,6 milhões de pagamentos de boletos e 6 milhões de compras com QR Code já foram realizados pelo Caixa Tem.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.