ASSINE

Suzano avança em estudos para construção de fábrica de bio-óleo no ES

Em coletiva de imprensa, empresa também anunciou a intenção de construir uma nova fábrica de papel tissue em Aracruz

Tempo de leitura: 3min
Publicado em 30/06/2022 às 19h30
Perspectiva da fábrica de bio-óleo, em Aracruz
Perspectiva da fábrica de bio-óleo, em Aracruz. Crédito: Suzano/Divulgação

A Suzano, maior produtora global de celulose e eucalipto, confirmou que os estudos para a viabilização da fabricação de bio-óleo estão avançados. Executivos da companhia disseram, em coletiva na tarde desta quinta-feira (30), que terão "boas notícias" para revelar ao mercado a esse respeito.

"Nós efetivamente estamos bastante avançados nos estudos da parte tecnológica e florestal que são fundamentais para seguir em frente e espero poder dar boas notícias no tema quando tivermos maturidade suficiente", disse o presidente da empresa, Walter Schalka.

 No final de abril, a empresa anunciou a compra de 206 mil hectares de área em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Bahia e Espírito Santo. No Estado, foram adquiridos 20 mil hectares. Com isso, a Suzano reforçou sua base florestal, ponto de partida para qualquer investimento.

Bio-óleo é um combustível orgânico, renovável e derivado do processamento de resíduos florestais, como madeira de eucalipto. É um produto com grande capacidade de substituir o petróleo.

NOVA FÁBRICA DE PAPEL EM ARACRUZ

Na mesma coletiva, a Suzano anunciou a intenção de construir uma fábrica de papel tissue e conversão em Aracruz. O projeto, ainda sujeito à aprovação por parte do Conselho de Administração da companhia, prevê que a unidade terá capacidade para produzir 60 mil toneladas anuais de tissue, produto a ser convertido em papel higiênico e papel toalha.

Com investimento estimado em R$ 600 milhões, o projeto levará dois anos para ser concluído. Durante o período das obras, a previsão é de que sejam gerados 300 postos de trabalho. Após o início da produção, cerca de 200 colaboradores e colaboradoras, diretos e indiretos, trabalharão na unidade.

Suzano anuncia intenção de construir fábrica de papel tissue em Aracruz
Fábrica da Suzano em operação. Crédito: Divulgação/Suzano

A nova planta se encaixa na estratégia da gigante de celulose em avançar nos elos da cadeia produtiva.  Em Cachoeiro de Itapemirim, por exemplo, a Suzano tem capacidade para converter papel tissue em 30 mil toneladas anuais de papéis higiênicos, o que equivale a 1 milhão de rolos por dia.

O projeto em Aracruz ainda está sujeito à verificação de condições precedentes e precisa ser submetido à análise do Conselho de Administração da Suzano e das autoridades locais.

Caso se confirme, o investimento será feito usando créditos de ICMS da empresa. Como exporta a produção de celulose, ela acumula esses créditos e pode vender parte deles para outras empresas que devem o tributo ao Estado. Assim, se capitaliza para promover outros negócios.

"Temos política de uso de crédito de exportação que permite que a empresa faça negociações no mercado, desde que a atividade ampliada gere emprego e ICMS. O que importa para nós é que os empreendedores tenham confiança em vir e estar no Espírito Santo", disse o governador Renato Casagrande durante a coletiva.

A presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini, afirmou que é primordial a ampliação da cadeia produtiva no Estado, para que haja mais diversificação de negócios.

“O Espírito Santo tem todo o potencial para atrair investimentos em diversos segmentos, como estamos vendo acontecer. O anúncio que Suzano acaba de realizar é um exemplo claro disso.”

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.