ASSINE

Sefaz apreende carga de 18 mil garrafas de cerveja no ES por fraude

Auditores fiscais identificaram que a mercadoria tinha como destino, na nota fiscal, uma empresa laranja no Rio de Janeiro. O objetivo era sonegar impostos

Publicado em 21/01/2021 às 15h17
Atualizado em 21/01/2021 às 15h17
Data: 14/01/2020 - ES - Vila Velha - Garrafas de cerveja - Foto: Carlos Alberto Silva
Garrafas de cerveja tinham nota fiscal em nome de empresa falsa. Crédito: Carlos Alberto Silva

Mais uma grande carga de cerveja foi apreendida no Espírito Santo por fraude fiscal. Auditores fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) apreenderam 18.144 mil garrafas de cerveja manhã desta quinta-feira (21), na altura do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 101, na Serra.

A carga estava sendo transportada com uma nota fiscal de origem no Estado de Sergipe e que, segundo a apuração da Sefaz, tinha como destino uma empresa laranja no Rio de Janeiro. No entanto, trata-se de uma tática para que a carga viesse para o Espírito Santo sem pagar impostos.

“Ao analisarmos o documento fiscal em posse do motorista, imediatamente solicitamos a diligência na empresa do Rio de Janeiro. Foi constatado, porém, que ela é uma empresa laranja, criada somente para realizar este tipo de fraude”, informou o auditor fiscal da Receita Estadual Walker Ricardo Pinto, que participou da ação.

De acordo com o subgerente Fiscal e auditor fiscal, Lucas Calvi, é comum esse tipo de simulação: "Os criminosos emitem uma nota fiscal para outro Estado, como se a carga estivesse somente de passagem pelo Espírito Santo, mas a mercadoria é efetivamente distribuída aqui, sonegando recursos públicos e atrapalhando a livre concorrência, pois essa mercadoria chega com um preço mais baixo no mercado capixaba”.

A mercadoria apreendida encontra-se retida pela Receita Estadual. O valor da multa aplicada é de, aproximadamente, R$ 76.531,40.

NORDESTE X ES: A ROTA DA CERVEJA ILEGAL

Desde o ano passado a Sefaz e a PRF intensificaram a fiscalização de caminhões carregados de cerveja sem nota fiscal, ou com documento falso, que chegam ao Estado principalmente de Sergipe e Bahia. Em julho de 2020, em apenas uma semana, foram feitas cinco apreensões desse tipo, que tiraram de circulação 89,8 mil litros da bebida.

Entre novembro e dezembro, outras três apreensões foram feitas na BR 101, principalmente nos municípios do Norte do Estado, onde há a divisa com a Bahia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.