ASSINE

Salário e jornada reduzidos? Saiba quando vai receber auxílio do governo

Empresas que fizerem alteração na jornada devem informar dados dos trabalhadores ao Ministério da Economia para que eles recebam a compensação salarial. É possível acompanhar tramitação pela internet

Publicado em 29/04/2020 às 12h19
Carteira de trabalho
Trabalhadores com carteira assinada podem ser atingidos pela Medida Provisória de redução de jornada e salário. Crédito: Divulgação

Em todo o Espírito Santo cerca de 65 mil trabalhadores já fizeram acordo com os patrões para a redução da jornada e, consequentemente, dos salários, segundo estimativas do Ministério da Economia. As renegociações, autorizadas pela Medida Provisória (MP) 936, permitem ainda a suspensão do contrato durante o estado de calamidade decretado devido à pandemia de coronavírus. Quem é atingido pela regra tem direito de receber uma ajuda governo federal, mas quando e como essa ajuda vai ser paga?

De acordo com a advogada Patrícia da Motta Leal, o pagamento da parte que cabe ao governo federal foi explicado por meio da portaria 10.486, publicada na semana passada. O texto aponta que os trabalhadores irão receber o complemento salarial do governo em até 30 dias após o acordo entre patrão e empregado ser assinado. No entanto, para que isso aconteça, a empresa deverá informar a celebração do acordo para o Ministério da Economia num prazo de 10 dias após a assinatura.

Por exemplo: se a redução do contrato de trabalho foi assinado no dia 28 de abril, a empresa deverá informar ao Ministério da Economia até o dia 7 de maio. Dessa forma, o trabalhador vai receber a primeira parcela do governo federal até o dia 28 de maio. Vale destacar que a redução dos contratos vale por até três meses.

3 meses

É quanto pode durar a redução do salário e carga horária dos trabalhadores

“A situação que a gente está vivendo é bastante incomum, com muitas empresas impossibilitadas de funcionar, então essa redução se fez necessária para conseguirmos passar por este momento. Os empregados têm entendido essa necessidade e aceitando as reduções”, comenta a advogada.

Segundo a portaria 10.486, o dinheiro será pago na mesma conta em que o trabalhador já recebe o salário normalmente – a empresa será a responsável por repassar essa informação ao governo. Quem não recebe em conta bancária, ou quem tiver os dados bancários preenchidos de maneira incorreta pelo empregador, deverá ter uma conta digital aberta automaticamente na Caixa ou no Banco do Brasil.

Caso o empregador não informe a renegociação do contrato ao Ministério da Economia, ele será o responsável por fazer todo o pagamento do trabalhador – o valor será correspondente ao tempo trabalhado mais o benefício que seria do governo federal.

O trabalhador poderá acompanhar pela internet o pagamento a ser feito pelo governo. O endereço para consulta é servicos.mte.gov.br. Quem já utiliza serviços on-line do governo federal – como consultas ao INSS, por exemplo – já tem uma senha de acesso. Já quem não utiliza esses serviços deverá cadastrar uma senha.

COMO SERÁ CALCULADO MEU NOVO SALÁRIO?

Para os trabalhadores que tiverem redução do contrato de trabalho o novo salário será calculado com base na nova carga horária e um percentual ao qual ele tem direito no seguro-desemprego. A parte a ser paga pelo empregador varia de acordo com a nova carga horária do trabalhador. Já os valores a serem pagos pelo governo federal variam de acordo com salário do empregado.

As regras são um pouco diferentes para os trabalhadores com o contrato de trabalho suspenso. Neste caso, os trabalhadores de empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano vão receber do governo federal 100% do valor que têm direito no seguro desemprego – sem nenhuma compensação da empresa.

Já quem trabalha em empresas que faturam mais de R$ 4,8 milhões por ano vão receber 70% do valor que têm direito no seguro desemprego mais 30% do salário que já recebia. Esses 30% serão pagos pela empresa. A suspensão dos contratos de trabalho tem validade por dois meses.

Coronavírus: movimento de pessoas na Serra e em Vitória

Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na avenida Central em Laranjeiras - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
03/04/2020 - Com as lojas fechadas o movimento de pessoas na avenida Central em Laranjeiras, na Serra, era pequeno. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na avenida Central em Laranjeiras - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Movimento na avenida Central em Laranjeiras - Editoria. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na avenida Central em Laranjeiras - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Movimento na avenida Central em Laranjeiras . Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na avenida Central em Laranjeiras - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Mulher usando máscara na avenida Central em Laranjeiras. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia de Manguinhos - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Praia de Manguinhos quase deserta . Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia de Manguinhos - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Alguns banhista na praia de Manguinhos. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Serra - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia de Manguinhos - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Alguns banhista na praia de Manguinhos. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na praa dos Namorados - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Praça dos Namorados muita gente caminhando e andando de bicicleta. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento no calad‹o da praia de Camburi - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
 Em Camburi, algumas pessoas caminhavam no calçadão . Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento no calad‹o da praia de Camburi - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Pai e filho andando de bicicleta. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento no calad‹o da praia de Camburi - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
 Movimento no calçadão da praia de Camburi . Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
 Movimento na Praia da Guarderia. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
 Praia da Guarderia. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Praia da Guarderia. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara. Vitor Jubini
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara. Vitor Jubini
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara
Mulher, na praia da Guarderia,  fazendo caminhada usando máscara

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.