ASSINE

Petrobras vence e continuará a ser fornecedora da ES Gás

Sete empresas apresentaram propostas, mas a petroleira foi a única a atender aos requisitos do edital para suprimento do insumo no próximo ano. Presidente da companhia de gás capixaba esperava mais competitividade

Publicado em 21/12/2020 às 11h12
Atualizado em 21/12/2020 às 11h12
Dutos de distribuição de gás natural: ES Gás vai assumir distribuição no Estado
Dutos de distribuição de gás natural: Petrobras vai continuar a fornecer insumo para a ES Gás em 2021. Crédito: Divulgação | Agência Petrobras

Única empresa a apresentar uma proposta válida, a Petrobras foi a vencedora da primeira Chamada Pública para aquisição de gás natural realizada pela Companhia de Gás do Espírito Santo (ES Gás), e vai continuar fornecendo o insumo à distribuidora capixaba ao longo de 2021. Sete empresas chegaram a apresentar seus projetos, mas apenas a estatal brasileira atendeu a todos os critérios.

A petroleira, que já é responsável pelo suprimento da ES Gás atualmente, vai dar continuidade aos serviços, e vai fornecer, por dia, 1.590 mil m³ de gás natural. O valor aproximado de contratação é de R$ 772 milhões.

O resultado do edital foi apresentado nesta segunda-feira (21) pela ES Gás, com o apoio do Fórum Capixaba de Petróleo&Gás (FCP&G), entidade do Sistema Findes.

“A Petrobras, como agente dominante da comercialização de gás natural no Brasil, informou que as condições ofertadas são as mesmas praticadas junto às demais concessionárias distribuidoras estaduais de gás canalizado que adquirem gás natural produzido no Brasil", explica o diretor-presidente da ES Gás, Heber Resende.

Apesar disso, Resende diz que esperava por mais competitividade no processo. “O mercado de gás está mudando no Brasil, com a iminência da sua abertura e aumento da competição. Mesmo que ainda faltem passos para a efetivação do novo marco regulatório, nossa expectativa era de termos mais agentes habilitados no processo, mas entendemos que demos um importante passo para avançarmos rumo a um mercado mais competitivo.”

O edital de Chamada Pública previa a contratação de dois produtos: Gás Natural para o período 01/01/2021 a 31/12/2021; e a partir de 01/01/2022 por prazo negociável conforme os interesses da ES Gás e as possibilidades dos potenciais fornecedores.

A Companhia optou por contratar para o primeiro período e continuar a avaliar alternativas para suprimento a partir de janeiro de 2022.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.