ASSINE

ES terá site com dados sobre economia e violência contra a mulher

Na plataforma do governo do Estado estarão informações para subsidiar a criação de políticas públicas para o público feminino

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/03/2020 às 12h37
Atualizado em 06/08/2020 às 13h34
Vice-governadora, Jaqueline Moraes, é responsável pelo novo programa. Crédito: Monica Zorzanelli
Vice-governadora, Jaqueline Moraes, é responsável pelo novo programa. Crédito: Monica Zorzanelli

O governo do Estado do Espírito Santo vai lançar o site do Observatório MulherES que vai monitorar a situação social e econômica das mulheres e avaliar as múltiplas formas de desigualdade existentes. A ferramenta será usada para embasar a criação e o fomento de políticas públicas voltadas para o público feminino e tem foco no empreendedorismo e no combate à violência.

A ferramenta trazer informações sobre as características econômicas e sociais das mulheres e permitir o cruzamento de dados oficiais e a troca de conhecimento entre público em geral e instituições públicas. O projeto será coordenado pela vice-governadora do ES, Jaqueline Moraes.

De acordo com coordenadora do Programa Agenda Mulher, Maraney Lopes Araújo, assessora de Projetos da vice-governadoria, com base nessas informações será possível subsidiar e otimizar a tomada de decisões para políticas públicas para as mulheres. O site seria lançado nesta terça-feira (16), mas o início da operação foi adiado.

As áreas temáticas que o projeto vai acompanhar são baseadas no Pacto Nacional pelo Enfrentamento à violência contra a Mulher, no Plano Estadual de Políticas para as Mulheres do Espírito Santo (PEPMES) e nos campos de atuação da ONU Mulheres.

Serão abordados: mercado de trabalho e a garantia da autonomia econômica das mulheres, características sobre educação, capacitação, saúde, enfrentamento às múltiplas formas de desigualdade, além de liderança feminina e participação política.

Maraney Lopes Araújo,

Coordenadora do Programa Agenda Mulher

"Também vamos contribuir com a gestão de ações voltadas para as mulheres e com a coleta padronizada de dados e divulgação deles. O observarório terá ainda uma carteira de produtos que serão lançados ao longo do tempo e estarão disponíveis no site"

Entre os itens que serão disponibilizados on-line estão painéis de indicadores dinâmicos, desenvolvidos com suporte técnico do Prodest, além de um boletim anual com a sistematização dos principais resultados monitorados pelo grupo. As informações e estudos produzidos serão disponibilizados no site do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Este vídeo pode te interessar

A coordenação executiva do Observatório de Políticas Públicas para as Mulheres ficará a cargo da Vice-Governadoria e da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), tendo como suporte técnico a Secretaria Executiva do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN). O grupo é integrado ainda pela Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP) e o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.