ASSINE

ES e MG vão se unir para destravar obras e R$ 45 bilhões em investimentos

Estados elaboraram lista de projetos que serão defendidos conjuntamente pelos dois governos com apoio do setor industrial. Duplicação da BR 262 e nova ferrovia no Espírito Santo estão entre as prioridades

Publicado em 14/02/2020 às 19h48
Atualizado em 17/02/2020 às 13h36
Trecho da BR 262 no Espírito Santo: duplicação e concessão da rodovia é meta do plano. Crédito: Ricardo Medeiros
Trecho da BR 262 no Espírito Santo: duplicação e concessão da rodovia é meta do plano. Crédito: Ricardo Medeiros

As federações das indústrias do Espírito Santo (Findes) e de Minas Gerais (Fiemg), em conjunto com os governos dos dois Estados, irão se unir para destravar projetos estruturais e atrair investimentos. Será assinado na segunda-feira (17), em Belo Horizonte, um pacto chamado "Plano Estratégico Minas Gerais e Espírito Santo".

A expectativa é que a união de esforços promova o desenvolvimento econômico e industrial dos dois Estados. Foram escolhidos projetos e obras de grande relevância comum aos Estados e que tem potencial para atraírem investimentos na ordem de R$ 45,90 bilhões. Mineiro e capixabas deverão atuar juntos na defesa desses projetos.

Entre as prioridades, na área de infraestrutura e logística, está a concessão e duplicação das BRs 262, entre Viana e João Monlevade (MG); e 381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares.

O plano destaca ainda a renovação da concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas, administrada pela Vale, a implantação das Estradas de Ferro 118 (Vitória-Rio)e 354 (Transcontinental) e a construção do Contorno Ferroviário da Serra do Tigre (de Ibiá a Sete Lagoas, em MG).

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, em Belo Horizonte. Crédito: Adriano Zucolotto/Governo ES
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, em Belo Horizonte. Crédito: Adriano Zucolotto/Governo ES

Para o setor de óleo e gás, os Estados vão pleitear pleitear por diretrizes para o Mercado Livre de Gás, como a aprovação do Projeto de Lei 6407/13, que dispõe sobre medidas para fomentar a indústria de gás natural, são defendidas.

Há ainda planos das áreas de infraestrutura e saneamento para a região do Rio Doce nos dois Estados e projetos voltados para negócios, desenvolvimento regional e segurança jurídica.

A parceria será selada em Belo Horizonte pelos governadores Renato Casagrande (PSB) e Romeu Zema (Novo), os presidentes das federações, empresários e membros da sociedade civil organizada.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.