ASSINE

Como informais e desempregados podem pedir o auxílio de R$ 600

Quem não está inscrito no Cadastro Único terá que solicitar a renda mínima por meio de um site da Caixa ou de um aplicativo. Análise dos dados

Publicado em 07/04/2020 às 12h29
Atualizado em 08/04/2020 às 08h49

O governo federal anunciou na manhã desta terça-feira (7) os detalhes do cadastro e pagamento do benefício de R$ 600 aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs) e membros do Bolsa-Família por conta da crise do coronavírus.

Também poderão receber o benefício os trabalhadores intermitentes que tenham renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).

O cadastro poderá ser feito pelo site auxilio.caixa.gov.br. Tal inscrição é voltada para os trabalhadores informais, microeempreendedores individuais e contribuintes individuais no INSS que não estejam com cadastro no CadÚnico, do governo federal. Pessoas que fazem parte do Bolsa Família também não precisam se inscrever. 

A inscrição também pode ser feita no app Caixa | Auxílio Emergencial acessado pelo Play Store (Android) e pelo Apple Store (IOS). 

O banco também divulgou o calendário de pagamentos e o aplicativo que poderá ser baixado no celular para o público-alvo solicitar a ajuda federal. O App chamado de Caixa Auxílio Emergencial pode ser acessado pelo Play Store (Android) e pelo Apple Store (IOS). O banco havia previsto divulgar o cronograma de repasses na última segunda-feira, mas isso não ocorreu.

Segundo o Ministério da Cidadania, o pagamento vai começar a ser feito na quinta-feira (9) para pessoas que estão no CadÚnico e são correntistas do Banco do Brasil ou poupadores da Caixa. Na semana seguinte, na terça-feira (14), devem receber os demais membros do CadÚnico.

Os trabalhadores informais que estão se cadastrando no site ou no aplicativo disponibilizados pelo governo devem receber a partir do dia 14 – já que o cadastro precisará ser conferido pela Dataprev.

Por fim, a partir de quinta-feira (16) começam a receber as pessoas que fazem parte do Bolsa Família – estas pessoas não precisam fazer nenhum tipo de cadastro para receber o benefício.

COMO SE CADASTRAR:

Pelo site:

Basta acessar o endereço auxilio.caixa.gov.br e clicar em “Realize sua solicitação”, no lado direito da tela.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Na sequência, o interessado deverá ler as regras para fazer parte dos beneficiários e clicar nas duas caixas na parte inferior do texto. Essas duas caixas dizem que o interessado se enquadra nas condições apresentadas e que autoriza o acesso e uso aos dados para validar a informação.

Depois, deve-se clicar em “Tenho os requisitos, quero continuar”.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Por fim, o cidadão deve preencher o nome completo, CPF, data de nascimento, nome da mãe e clicar na caixa “não sou um robô”, e depois, continuar.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Pelo aplicativo:

Comece buscando pelo aplicativo Caixa | Benefício Emergencial pela loja do smartphone – seja ele android ou iOS.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Faça o download e abra o aplicativo.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Clique em “Realize sua solicitação

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Leia as informações e clique nas duas caixas na parte inferior do texto. Essas duas caixas dizem que o interessado se enquadra nas condições apresentadas e que autoriza o acesso e uso aos dados para validar a informação.

Depois, deve-se clicar em “Tenho os requisitos, quero continuar”.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Por fim, o cidadão deve preencher o nome completo, CPF, data de nascimento, nome da mãe e clicar na caixa “não sou um robô”, e depois, continuar.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixa

Passos iguais tanto no celular quanto no site:

No passo seguinte o usuário deverá cadastrar um número de telefone e operadora para receber o código de acesso às informações.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixas

Em até 10 minutos o usuário irá receber um código pelo celular indicado. Este código deve ser preenchido na tela seguinte:

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixas

Passada esta etapa, o usuário deverá colocar os dados econômicos e clicar em continuar. Já na próxima tela a pessoa deverá informar o CPF de todos os membros do grupo familiar.

Mais adiante a pessoa que quiser receber o benefício deverá escolher como quer receber o benefício: se em uma conta já existente, ou se em uma conta digital a ser aberta pela Caixa.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixas

Depois de escolhida a opção vai aparecer o resumo dos dados do usuário, com a opção de corrigir alguma informação que estiver errada. É preciso ler novamente os termos e condições e concluir a solicitação. Por fim, aparecerá a imagem de que a solicitação foi concluída e que está em análise.

Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600
Site e aplicativo para fazer o cadastro e receber o benefício de R$ 600. Crédito: Reprodução Caixas

Segundo a Caixa, a expectativa é que as análises sejam feitas em até 48 horas.

O governo criou o telefone 111 para tirar as dúvidas sobre o cadastro (ele não serve para fazer o cadastro). Segundo o presidente da Caixa, Pedro  Guimarães, as pessoas que não conseguirem fazer o cadastro no site ou no aplicativo podem ir até uma lotérica ou agência da Caixa.

Trajetória do coronavírus no mundo

Coronavírus
 O novo vírus é apontado como uma variação da família coronavírus. Os primeiros foram identificados em meados da década de 1960, de acordo com o Ministério da Saúde. Tumisu | Pixabay
Coronavírus
 A doença provocada pela variação originada na China foi nomeada oficialmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como COVID-19, em 11 de fevereiro. Ainda não está claro como ocorreu a mutação que permitiu o surgimento do novo vírus. mattthewafflecat | Pixabay
Casos de pneumonia detectados em Wuhan, na China, foram reportados para a OMS (Organização Mundial da Saúde). De acordo com o Hospital Municipal de Wuhan, os primeiros casos ocorreram entre 12 e 29 de Dezembro, sem identificação clara do vírus.
 A OMS emitiu o primeiro alerta para a doença em 31 de dezembro de 2019, depois que autoridades chinesas notificaram casos de uma misteriosa pneumonia na cidade de Wuhan, metrópole chinesa com 11 milhões de habitantes, sétima maior cidade da China e a número 42 do mundo.  . Google Earth
Mesa com vários tipos de comida
O surto inicial atingiu pessoas que tiveram alguma associação a um mercado de frutos do mar em Wuhan – o que despertou a suspeita de que a transmissão desta variação de coronavírus ocorreu entre animais marinhos e humanos.  . shutterstock
Coronavírus - Hospital
A primeira morte por coronavírus aconteceu na China, no dia 9 de janeiro. Um homem de 61 anos foi a primeira vítima. As pesquisas apontam que a primeira transmissão ocorreu de animal para humano. E depois passou a ocorrer de pessoa para pessoa. Pixabay
Idoso passeando no parque
Ao menos três estudos científicos já divulgados apontam que homens idosos com problemas de saúde são os mais vulneráveis. A idade média das primeiras vítimas era de 75 anos, segundo o Comitê Nacional de Saúde da República Popular da China. Pexels
Pessoa com termômetro na mão
Foram identificados sintomas como febre, tosse, dificuldade em respirar e falta de ar. Em casos mais graves, há registro de pneumonia, insuficiência renal e síndrome respiratória aguda grave. Pexels
Avanço do coronavírus no mundo
De acordo com informações da OMS, o novo coronavírus já se espalhou rapidamente em 166 países e territórios. Fora da China, região onde se concentra o maior número de casos, Irã, Coreia do Sul e Itália são os que têm registrado crescimento alarmante de vítimas da doença. . CNA
Lavar bem as mãos é umas das principais medidas para evitar o coronavírus
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo. Pixabay
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.
Ainda não há nenhum tratamento específico o Covid-19 e
nem mesmo uma vacina, por isso, a melhor maneira de evitar o contágio
é com higienização das mãos. Também é importante evitar tocar
os olhos, nariz e boca, o ideal, é usar um lenço para fazê-lo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bolsa Família Coronavírus Renda mínima emergencial caixa Ministério da Cidadania

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.