ASSINE

Com mais tempo em casa, cresce venda de eletrodomésticos pela internet

A comercialização de alguns produtos pela internet aumentou mais de 100%, como no caso do aspirador de pó, que registrou crescimento de 116%

Publicado em 11/05/2020 às 13h47
Atualizado em 11/05/2020 às 13h51
Cresce venda de eletrodomésticos durante a pandemia
Cresce venda de eletrodomésticos durante a pandemia. Crédito: Pixabay

Uma pesquisa feita no Brasil durante a terceira semana do mês de abril deste ano, mostrou que as vendas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos pela internet subiram em relação ao mesmo período do ano passado. De maneira geral, o crescimento foi de 2%, mas em produtos específicos o aumento passa de 100%.

A justificativa para este crescimento nas vendas é o fato de as pessoas estarem por mais tempo em casa durante a pandemia do novo coronavírus, e precisarem adequar a rotina e alterar hábitos, principalmente na limpeza e no preparo de alimentos.

Produtos que trazem mais praticidade tiveram aumento de mais de 100% nas vendas pela internert. No caso do aspirador de pó, por exemplo, as vendas subiram em 116%. Quanto aos itens de cozinha, as batedeiras chegaram a 39% de aumento; os liquidificadores, 7%; e os processadores de alimentos, 19%.

Como algumas pessoas estão trabalhando e estudando em suas residências, também aumentou o número de vendas de computadores, especialmente os modelos portáteis. O crescimento nas vendas atingiu 87%.

EM CACHOEIRO, LOJAS FÍSICAS SUPERARAM EXPECTATIVA

Em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, desde que o comércio reabriu as portas algumas lojas de eletrodomésticos também registraram uma grande procura. “A expectativa não era essa. A expectativa é de que fosse uma coisa morna, mas o cliente chegou com tudo. Chegou para comprar mesmo”, disse o vendedor Gilson Melo, em entrevista à TV Gazeta Sul.

Gilson contou ainda que o movimento de clientes nas lojas foi mantido m na primeira semana de maio, período que antecedeu o Dia das Mães. “Nesses últimos dias, o mercado se manteve aquecido. Estamos surpresos”, completou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Economia Coronavírus Covid-19 Comércio Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.