ASSINE

Mulher e bebê somem após carona em ponto de ônibus de Colatina

Antes de desaparecer, mulher ligou para a irmã avisando que, após pegar carona com dois homens em um carro que disseram seguir para o mesmo bairro que ela, veículo foi em direção oposta. Nesta quinta, a polícia informou que ela apareceu

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 04/05/2022 às 19h18
Atualizado em 05/05/2022 às 10h40

Atualização

5 de Maio de 2022 às 10:40

A Polícia Civil informou que a mulher prestou depoimento na terça-feira, disse que não conhece o autor, que não houve abuso sexual, e que no dia do fato ficou dando voltas com carro e a libertou horas depois. O texto foi atualizado. 

Uma mulher e um bebê desapareceram, na noite de segunda-feira (2), após pegarem carona com dois homens em um ponto de ônibus de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. Segundo a Polícia Militar, a mulher ligou para a irmã avisando sobre a ajuda e disse que eles a levariam até em casa, mas foram em direção oposta. A última informação sobre o paradeiro do carro em que eles estavam era de que o veículo estaria próximo a uma placa indicando o município de Baixo Guandu, na mesma região. Nesta quinta-feira (5), a Polícia Civil informou que a mulher prestou depoimento na terça-feira (3) e contou o que foi liberada pelos homens.

O DESAPARECIMENTO

A PM informou que, de acordo com relatos, a mulher estava esperando ônibus da linha que atende o bairro Ayrton Senna. De acordo com a corporação, os suspeitos estavam em um carro Chevrolet de cor prata (o modelo não foi informado) e ofereceram carona para ela, dizendo que também seguiam para o mesmo bairro.

Ao fazer a denúncia, a irmã da vítima disse aos policiais que o carro teria ido para outro sentido. A mulher aproveitou o momento em que o veículo parou e os homens desceram para ligar para irmã e contar o que estava acontecendo. Ela explicou que, naquele momento, estava em um local próximo a uma placa indicando Baixo Guandu.

Este vídeo pode te interessar

Ainda conforme a Polícia Militar, buscas foram realizadas e a denúncia foi repassada para guarnições de serviço em Baixo Guandu, porém, o veículo não foi localizado. Na ocasião, a corporação afirmou que, até o momento, nenhuma outra informação sobre o desaparecimento foi repassada.

MULHER CONTA O QUE ACONTECEU

A reportagem procurou a Polícia Civil para saber se a corporação está investigando o caso. Após a publicação da matéria, a polícia informou que o caso segue sob investigação da Delegacia de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Colatina.

"Em depoimento, realizado na terça-feira (3), a vítima informou que não conhece o autor, que não houve abuso sexual, e que no dia do fato ficou dando voltas com carro e a libertou horas depois. Até o momento nenhum suspeito foi detido e a população pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.