ASSINE

Jovem desaparecida há quase um mês é encontrada em cidade do RJ

Mariana Leandro Rocha se apresentou no Conselho Tutelar de Niterói na quarta-feira (10); família confirmou que ela esteve na Grande Vitória

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/02/2021 às 17h08
Mariana Leandro Rocha tem apenas 15 anos e estava desaparecida desde janeiro. Crédito: Acervo pessoal
Mariana Leandro Rocha tem apenas 15 anos e estava desaparecida desde janeiro. Crédito: Acervo pessoal

Após ficar praticamente um mês desaparecida, a adolescente Mariana Leandro Rocha, de 15 anos, está bem e sob os cuidados do Conselho Tutelar de Niterói (RJ). De acordo com a família, ela foi encontrada na cidade fluminense na quarta-feira (10), depois de sumir em Conselheiro Pena (MG), em meados de janeiro.

Segundo a tia Idelcides Maria Rocha, a jovem realmente esteve na cidade de Cariacica, na Grande Vitória. "Ela estava em um abrigo no bairro Bela Aurora e depois foi de carona com outra adolescente para o Rio de Janeiro. Lá ela não teve para onde ir e procurou o Conselho Tutelar", contou.

Idelcides Maria Rocha

Tia da Mariana Leandro Rocha

"Pelo menos agora a minha irmã vai poder trabalhar, dormir e comer sabendo que a filha dela está viva"

Nesta quinta-feira (18), a família ainda fazia os trâmites burocráticos necessários para que a jovem pudesse voltar para a casa. "Conversei com ela por telefone e ela chorou muito. Perguntou pela mãe, pelos irmãos... mas está bem de saúde", disse a tia. Por enquanto, não há uma data para que a jovem reencontre os familiares.

Ainda de acordo com a parente, a Mariana teria fugido de casa após um desentendimento com a mãe que falou não ser possível comprar tudo que a filha pediu de aniversário. A adolescente teria problemas psicológicos e a família suspeita que ela possa ter transtorno bipolar.

Mariana Leandro Rocha fugiu de casa após um desentendimento com a mãe, de acordo com a família. Crédito: Acervo pessoal
Mariana Leandro Rocha fugiu de casa após um desentendimento com a mãe, de acordo com a família. Crédito: Acervo pessoal

Por meio de nota, o Conselho Tutelar de Niterói confirmou que a jovem está acolhida e que pediu abrigo voluntariamente. "A adolescente recebeu atendimento médico, passou por teste de Covid-19 e está bem", garantiu o órgão, que aguarda a liberação da Justiça para fazer o recambiamento da Mariana.

O DESAPARECIMENTO

Mariana Leandro Rocha não dava notícias para a família desde o dia 17 de janeiro. Ela desapareceu depois de entrar em um carro prata, na cidade de Conselheiro Pena (MG). Pessoas próximas à jovem espalharam imagens dela para tentar encontrá-la e registraram o desaparecimento junto à Polícia Civil no dia 29.

Na terça-feira (9), a família recebeu a informação de que a adolescente teria sido vista no bairro Campo Grande, em Cariacica. Apesar de a Mariana e a mãe serem de Minas Gerais, elas já haviam morado no Espírito Santo e pretendem se mudar para Vitória, onde mora a tia materna da jovem.

Cariacica Espírito Santo Grande Vitória Minas Gerais Rio de Janeiro desaparecidos espírito santo Conselho tutelar

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.