ASSINE

Vítima de acidente em João Neiva era procurador da Fazenda Nacional no ES

José Ernane de Souza Brito era procurador da Fazenda Nacional desde 2008 e estava lotado no Espírito Santo. Vítima morreu na hora da batida

Tempo de leitura: 2min
Linhares
Publicado em 22/06/2022 às 12h05
José Ernane de Souza Brito no Senado Federal em 2019
José Ernane de Souza Brito no Senado Federal em 2019. Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O homem que faleceu em um grave acidente de trânsito na madrugada desta quarta-feira (22), no km 203 da BR 101, em João Neiva, no Norte do Espírito Santo, foi identificado como José Ernane de Souza Brito, de 39 anos. Ele era procurador da Fazenda Nacional e estava a caminho de Linhares, quando bateu de frente contra um caminhão, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Por imagens, é possível ver que o carro em que a vítima dirigia ficou com a frente toda destruída. Souza Brito morreu na hora. O motorista do caminhão não ficou ferido. Ainda não há mais informações sobre as circunstâncias e a dinâmica do acidente.

Motorista morreu na hora após acidente na BR 101 em João Neiva
Motorista morreu na hora após acidente na BR 101 em João Neiva. Crédito: Leitor de A Gazeta

José Ernane de Souza Brito é procurador da Fazenda Nacional desde 2008. Era lotado no Espírito Santo e também foi presidente do Sindicato dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz). Em julho deste ano completaria 40 anos de vida.

O corpo do procurador foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Linhares para ser necropsiado e depois liberado aos familiares.

NOTA DE PESAR

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional publicou uma nota, lamentando a morte de Souza Brito. Veja na íntegra.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional lamenta o falecimento do colega Procurador da Fazenda Nacional e ex-presidente do Sinprofaz, José Ernane de Souza Brito, na madrugada desta quarta-feira (22), em decorrência de acidente automobilístico no Espírito Santo. Ernane Brito será lembrado entre seus colegas pelo trabalho intensivo na defesa das prerrogativas inerentes ao cargo de Procurador da Fazenda Nacional, em especial, no período em que esteve à frente do Sinprofaz. Os colegas da PGFN prestam homenagem e se solidarizam, nesse momento de dor, com familiares e amigos.

*Com informações de Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.