ASSINE

Vídeo: rio transborda e alaga ruas e estradas de Rio Bananal

Vias foram tomadas pela água, o que dificulta a passagem de veículos e pedestres. Quintais de casas e um campo de futebol ficaram inundados

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 09/12/2021 às 13h03

Rio Bananal, no Norte do Estado, amanheceu nesta quinta-feira (9) com vários pontos de alagamento, após o rio que corta a cidade transbordar. De acordo com o boletim da Defesa Civil Estadual da manhã, o município foi o terceiro que mais choveu nas últimas 24 horas, com acumulado de 59 mm.

As principais ocorrências estão nos bairros Panorama e Iriritimirim, onde estradas estão tomadas pela água, o que dificulta a passagem de veículos e pedestres. Quintais de casas e um campo de futebol ficaram inundados. No bairro Santo Antônio, moradores ficaram praticamente ilhados e precisaram buscar caminhos alternativos para conseguir se deslocar. 

Ponto
Moradores de Santo Antônio em local isolado após a chuva em Rio Bananal. Crédito: Paula Brazão/TV Gazeta Norte

A previsão para as próximas horas indica que a chuva deve continuar na Região Norte. A Defesa Civil do município informa que monitora a sede e as localidades do interior. O órgão orienta a população a entrar em contato, em caso de necessidade, pelos telefones (27) 3265-2920 e (27) 9 8176-3346.

GOVERNADOR LINDENBERG

Uma moradora da região de Moacir, em Governador Lindenberg, no Noroeste do Estado, encaminhou vídeos para mostrar que um córrego subiu e a água começou a invadir a estrada e passou pela altura da ponte que liga a localidade até o distrito de Morello.

COMO SE MEDE A CHUVA

A medida para calcular o volume de chuva é de milímetros por metro quadrado. Um milímetro de chuva, por exemplo, corresponde a 1 litro de água por metro quadrado (1l/m²). Quando um grande acumulado de chuva cai em um curto espaço de tempo, há a chance de alagamentos. O aparelho que mede esse quantitativo é o pluviômetro, que pode ficar espalhado por vários pontos das cidades. Confira a explicação abaixo:

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.