ASSINE

Ver mensagem no WhatsApp e não responder é falta de etiqueta?

Especialista em desenvolvimento pessoal e consultoria, Luciana Almeida diz que há, em geral, uma opção das pessoas não assumirem compromissos com a comunicação

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 20/04/2022 às 18h39

Amigos, família, trabalho e academia. Todos sabem a dificuldade de reunir pessoas de diferentes grupos em um evento presencial. Mas há uma certeza: todos esses contatos, de diferentes áreas e fases da vida, podem entrar em um mesmo grupo de WhatsApp. As facilidades oferecidas pelo aplicativo de mensagens instantâneas, no entanto, esbarram no comportamento individual: ver um recado e não responder é falta de etiqueta?

Celular com vários apps, com destaque para o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp
Celular com vários apps, com destaque para o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp. Crédito: imagem de HeikoAL por Pixabay

Para a especialista em desenvolvimento pessoal e consultoria Luciana Almeida, há, em geral, uma opção das pessoas não assumirem compromissos com a comunicação. Segundo ela, a relação entre pessoas exige bom senso.

Luciana Almeida

Especialista em desenvolvimento pessoal e consultoria

"Atualmente as pessoas não querem compromisso com a comunicação, vejo esse comportamento. Todo relacionamento interpessoal precisa de bom senso. Quando você envia uma mensagem, precisa pensar no que está enviando. Mas na falta de bom senso, as pessoas enviam coisas desnecessárias, como 'bom dia', corrente e até desinformação. A comunicação precisa ser pensada"

Em entrevista à jornalista Fernanda Queiroz, apresentadora do CBN Vitória, Luciana disse que o envio de mensagens indevidas acaba criando um "descrédito". O aplicativo de mensagens fica lotado de notificações. Algumas delas importantes e necessárias para o cotidiano. Mas isso não quer dizer que todas as mensagens devem ser ignoradas.

A especialista sugere que os usuários, não apenas do WhatsApp, mas de todos os aplicativos que envolvem conversas, façam uma seleção conforme a prioridade e a necessidade de resposta. Ela explica que nem todas as mensagens precisam de um "ok" ou de um retorno.

A ideia de que algumas mensagens não necessitam de uma resposta está diretamente ligada à expectativa de cada usuário, segundo a especialista. Luciana Almeida afirma que não é saudável mandar uma mensagem e ficar fiscalizando se o outro leu ou irá responder.

Luciana Almeida

Especialista em desenvolvimento pessoal e consultoria

"Penso que, em caso de urgência, a ligação está disponível. Os meios de comunicação vieram para facilitar nossa vida. Se preciso resolver logo, uso o telefone. Temos que saber usa a tecnologia sem perder a humanidade, o bom senso, nossa capacidade racional"

Mensagens de trabalho, questões pessoais e assuntos importantes, é claro, devem ser respondidas o mais rápido possível. Outra dica de Luciana Almeida é reduzir o número de grupos e não misturar os assuntos. O horário da academia deve ficar no grupo da academia. O horário da missa não deve ser compartilhado no grupo do trabalho.

TECNOLOGIA PERMITE QUE USUÁRIO FIQUE "ESCONDIDO"

Responder ou não é uma opção individual de cada usuário do WhatsApp. Outra opção, mas que funciona em todas as conversas de maneira semelhante, é retirar a confirmação de leitura do aplicativo. O especialista em tecnologia e comentarista da Rádio CBN Vitória, Gilberto Sudré, explica que a configuração não permite que quem mandou a mensagem saiba se você leu ou não aquele recado.

Esta é uma alternativa que permite maior tempo de resposta, sem que o outro entenda que vocês está ignorando. Mas retirar a confirmação de leitura deixará também você sem a possibilidade de saber se o outro leu o que enviou.

Mas ainda há o sinal de "on-line" para aqueles usuários que estão com o aplicativo aberto no celular ou no computador. Mesmo que não confirme a leitura, quem manda a mensagem pode saber se você está utilizando o WhatsApp.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.