ASSINE

Veja a lista das 26 cidades do ES que não têm mais 2ª dose de Coronavac

O Ministério da Saúde acredita que em dez dias os lotes do imunizante estejam sendo distribuídos novamente

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 27/04/2021 às 20h31
Quem tiver com o prazo da segunda dose vencendo, precisa aguardar até que uma nova remessa da vacina chegue ao município
Cachoeiro paralisou a aplicação da segunda dose da Coronavac. Crédito: Matheus Martins/TV Gazeta Sul

A tão esperada imunização completa contra a Covid-19 para quem tomou a primeira dose da vacina Coronavac vai ter que esperar. No Espírito Santo, 26 cidades não possuem mais doses desse imunizante para serem realizadas as segundas aplicações, segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa)

  • Os municípios que não possuem mais Coronavac são:  

  • Afonso Cláudio 
  • Águia Branca
  • Alegre 
  • Anchieta
  •  Apiacá
  •  Aracruz
  •  Barra de São Francisco
  •  Bom Jesus do Norte
  • Conceição do Castelo
  • Dores do Rio Preto
  • Ecoporanga
  • Iconha
  • Irupi
  • Iúna
  • Jerônimo Monteiro
  • Laranja da Terra
  • Mantenópolis
  • Marataízes
  • Marechal Floriano
  • Pancas
  • Ponto Belo
  • São José do Calçado
  • São Mateus 
  • Viana 
  • Vila Pavão
  • Vila Valério

A falta de doses da Coronavac está preocupando quem tomou a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 e já deveria receber a segunda dose. O repasse de lotes do imunizante aos Estados, prometido pelo Ministério da Saúde, foi menor que o necessário para atender todo o público. 

A Coronavac é produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo, em parceria com o laboratório farmacêutico chinês Sinovac. A vacina tem a previsão de intervalo de 28 dias entre a aplicação da primeira e da segunda doses, necessárias para que se tenha a imunização completa.

MINISTÉRIO DA SAÚDE

O agendamento da segunda dose para o grupo que já esperou o prazo máximo entre a primeira e a segunda aplicação estava previsto para esta semana em várias cidades capixabas. Nas redes sociais das prefeituras, em publicações sobre o agendamento para novos grupos de capixabas, moradores reclamaram do atraso e dizem estar com medo de perder o efeito da primeira dose.

Desde o fim de março, o governo federal passou a orientar que não era mais preciso reservar metade dos lotes da Coronavac para garantir a segunda aplicação do imunizante.

Porém, o Ministério da Saúde voltou atrás essa semana após perceber que não haverá imunizantes para todos nas datas previstas e divulgou uma nota técnica pedindo que as secretarias estaduais de saúde voltem a reservar a segunda aplicação de cada lote.  A previsão é de que os lotes da Coronavac voltem a serem distribuídos em dez dias. 

DOSES TROCADAS

Na noite de sábado (24), o secretário de Estado da Saúde (Sesa), Nésio Fernandes, usou as redes sociais para explicar o motivo do atraso e enfatizou que não é permitido tomar doses de laboratórios diferentes, apesar de no Espírito Santo isso ter acontecido, por engano, com pelo menos 500 pessoas.

"Não existem estudos de segurança e eficácia disponíveis para subsidiar o cruzamento de doses de fabricantes distintos. A vacina é um imunizante poderoso. Após aplicada não é um produto que se decompõe pela validade de dias. Até o presente momento, a ampla maioria dos estudos reforçou vantagens na ampliação do prazo de aplicação entre as doses. Na imensa maioria das vezes, não há prejuízo na produção de anticorpos com a ampliação breve do período entre as doses. Já há uma grande proteção contra a infecção, casos moderados, graves e óbitos", pontuou. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES espírito santo Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.