ASSINE

Três médicos do mesmo hospital de cidade do ES morreram de Covid

O Hospital São Marcos, em Nova Venécia, já perdeu três médicos para o novo coronavírus. O mais recente dos casos foi o do ginecologista e obstetra Reinaldo Barbosa Caixeta, que morreu neste domingo (6)

Colatina
Publicado em 07/12/2020 às 11h51
Atualizado em 07/12/2020 às 12h03
Os três profissionais trabalhavam no Hospital São Marcos, em Nova Venécia
Os três profissionais trabalhavam no Hospital São Marcos, em Nova Venécia . Crédito: Reprodução

Principal unidade de saúde de Nova Venécia, no Noroeste do Espírito Santo, o Hospital São Marcos já perdeu três médicos para o novo coronavírus durante a pandemia. O mais recente dos casos foi o do ginecologista e obstetra Reinaldo Barbosa Caixeta, que morreu neste domingo (6).

Trabalhavam ainda no local, Hélio Perroni, que faleceu no início do mês de novembro, aos 68 anos, e Raul Lima, médico de apenas 28 anos que morreu no mês de julho. Além do hospital veneciano, os profissionais prestavam serviço em outras unidades.

Segundo o diretor do Hospital São Marcos, Alessandro Aguilera, a morte dos três colegas deixou um sentimento de luto na unidade. 

Alessandro Aguilera

Diretor do hospital

"Eram profissionais queridos e que todos nós tínhamos muito carinho. Lamentamos muito essas mortes"

Além dos colegas, a morte dos médicos deixou um sentimento de tristeza na cidade capixaba. “Nova Venécia é uma cidade pequena, todo mundo se conhece e lamentou também a morte dos nossos profissionais”, afirmou Aguileira.

Perguntado sobre os procedimentos de segurança, o diretor disse que o hospital segue todos, mas que a unidade precisa continuar com o trabalho.

Na morte dos três profissionais, o Hospital São Marcos divulgou notas de pesar nas redes sociais. Em cada publicação, centenas de pessoas se manifestaram em solidariedade aos colegas e familiares. 

Hospital São Marcos, em Nova Venécia
Hospital São Marcos, em Nova Venécia . Crédito: Divulgação/ Hospital São Marcos

15 MÉDICOS JÁ MORRERAM DE COVID NO ES

Na luta contra o coronavírus, os profissionais da saúde estão entre os mais expostos à contaminação pela doença. Desde o início da pandemia no Estado, em fevereiro deste ano, pelo menos 15 médicos perderam a batalha contra a doença, segundo dados do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES). (Veja quem são ao fim da matéria)

Por meio de nota, o CRM-ES informou que, independentemente do motivo da morte, o Conselho lamenta profundamente a perda desses profissionais e se solidariza com os familiares e amigos.

O Estado já registra 4.397 mortes pelo coronavírus e passa de 200 mil casos confirmados, até a tarde deste domingo (6), de acordo com o Painel Covid-19 da Secretaria de Estado da Saúde. Sendo 12 mortes e 1.310 registradas apenas nas últimas 24 horas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.