ASSINE

Síndromes respiratórias afastam 89 profissionais de saúde em Linhares

Município relatou que há médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, agentes de saúde e outros profissionais da área infectados. Afastamento compromete atendimento nas unidades

Tempo de leitura: 3min
Colatina
Publicado em 18/01/2022 às 17h57
Hospital Geral de Linhares (HGL)
Hospital Geral de Linhares (HGL) tem cerca de 45 profissionais afastados. Crédito: Prefeitura de Linhares

O número de casos de pacientes com síndromes respiratórias tem aumentado nas Unidades Básicas de Saúde de todo o Espírito Santo, e, em Linhares, no Norte do Estado, além da população geral, a quantidade de profissionais de saúde contaminados só aumenta. No município já são 89 afastados trabalhadores da área, entre médicos, enfermeiros, técnicos, agentes de saúde, odontólogos, auxiliares de consultório dentário, serventes e atendentes.

Os casos positivos são, na maioria, de Covid-19 e Influenza, e todos estão com sintomas leves das duas doenças, segundo a prefeitura. O aumento de casos entre os profissionais fez com que a Secretaria Municipal de Saúde de Linhares realizasse uma reorganização temporária do atendimento nas unidades de saúde do município, que estão com 44 servidores afastados de um total de 700.

Já no Hospital Geral de Linhares (HGL), são cerca de 45 profissionais temporariamente fora de suas atividades em decorrência de síndromes respiratórias.

Este vídeo pode te interessar

A reorganização da rede, de acordo com a secretaria, está concentrada no remanejamento interno e externo de pessoal, retorno de profissionais em férias e, no caso dos médicos, solicitação de substituições através de contrato de pessoa jurídica por meio do Consórcio Polinorte.

“Estamos vivendo um crescimento acelerado no número de casos de covid-19 e, embora os internamentos não estejam crescendo na mesma proporção, precisamos adotar medidas para reverter essa curva de crescimento, sobretudo entre os profissionais de saúde para que o atendimento à população não seja comprometido”, diz o secretário municipal de Saúde de Linhares, Saulo Rodrigues Meirelles.

O secretário reforça que é preciso que a população continue se vacinando e mantenham os hábitos de proteção com o uso adequado de máscaras, higienização das mãos e evitando aglomeração.

MUDANÇAS NO ATENDIMENTO DA UNIDADES

Além de obrigar mudanças em toda a estrutura de funcionamento para o atendimento na rede pública, o aumento de casos sobrecarrega a escala de trabalho, e compromete o tempo de espera por consulta nas unidades, incluindo a Sentinela, e o próprio HGL. Por isso algumas mudanças foram anunciadas pela secretária de Saúde:

  • Consultas eletivas suspensas: a secretaria municipal de Saúde manterá a suspensão do agendamento de consultas e exames eletivos nas Unidades de Saúde na próxima semana. Serão atendidos apenas casos agudos e de maior urgência.
  • Gestantes: também continuará sendo realizado o acompanhamento das gestantes e a dispensação de medicamentos. A vacinação de rotina seguirá em unidades de saúde específicas para esse atendimento.
  • Odontologia: nesse período a odontologia só atenderá casos de urgência e emergência odontológicos.
  • Atendimentos coletivos: serão temporariamente suspensos os atendimentos coletivos como, grupos de atividades físicas, diabéticos, hipertensos e outros. Pacientes crônicos com quadro de descompensação deverão buscar atendimento, pois se enquadram como caso de urgência.
  • Pacientes crônicos: esses pacientes que são acompanhados pelas unidades de saúde já tiveram suas receitas renovadas no fim do ano, quando as equipes realizam mutirões de atualização de consulta de rotina desses pacientes.

“Nós pedimos a compreensão e colaboração da população para que próximos dias procurem as Unidades de Saúde para atendimento de situações que realmente não possam aguardar. Essa mudança é temporária, e esperamos pelo controle e diminuição dos casos para que seja normalizado o atendimento”, orienta o secretário de saúde..

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.