ASSINE

Sedu libera R$ 8 milhões para escolas doarem cestas básicas a alunos

Como a suspensão das aulas presenciais foi prorrogada até o final de maio, por causa da pandemia de coronavírus, o benefício também foi estendido para este mês

Publicado em 13/05/2020 às 07h56
Atualizado em 13/05/2020 às 12h21
Cesta Básica
Cesta Básica. Crédito: Arquivo A gazeta

Sem previsão de retorno às aulas, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) decidiu fazer um repasse de mais de R$ 8,6 milhões para as escolas estaduais. Esse dinheiro será usado para a compra de cestas básicas que serão doadas no mês de maio para mais de 102 mil alunos de famílias que integram o CadÚnico, que é o cadastro do governo federal para programas sociais.

No início de abril, a Sedu decidiu fazer uma transferência de recursos com o mesmo objetivo, mas no valor de R$ 4,3 milhões, que era para entregar alimentos de primeira necessidade às famílias no mês passado.

Como a suspensão das aulas presenciais foi prorrogada até o fim de maio, por causa da pandemia de coronavírus, e ainda há muitas incertezas sobre quando de fato os alunos retornarão às salas de aula, o benefício também foi estendido para este mês, mas englobando um número maior de estudantes que podem ser beneficiados. Em abril, eram 54,2 mil beneficiados e, em maio, são 102, 8 mil. No arquivo abaixo, consta a quantidade de estudantes por escola que serão beneficiados com a cesta básica.

Número de alunos que serão beneficiados

O repasse é classificado como extraordinário e é feito aos conselhos de escola, através da conta do Programa Estadual de Gestão Financeira Escolar. O recurso engloba um valor diário de R$ 4,22 para cada aluno (dia útil) e deverá ser usado, segundo portaria assinada pelo secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, para cobrir despesas de custeio de "aquisição de gêneros alimentícios de primeira necessidade, que compõem a cesta básica, e fornecimento aos alunos devidamente matriculados na rede pública estadual de ensino e pertencentes às famílias inseridas no CadÚnico".

COMO VAI FUNCIONAR 

Fica a cargo de cada unidade fazer contato com essas famílias, informando sobre o processo de retirada da cesta básica. O responsável pelo aluno deverá apresentar seu documento de identidade com foto e o comprovante de inscrição no CadÚnico para conferência e assinatura do Comprovante de Recebimento, no local de entrega da cesta, que será definido por cada unidade escolar.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.