ASSINE

Secretário de Saúde do ES: "Se interações continuarem, não haverá leitos"

Nésio Fernandes fez questão de alertar novamente sobre os cuidados que devem ser tomados para que a transmissão seja interrompida e pediu que os capixabas respeitem o período da quarentena de 14 dias

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 22/03/2021 às 17h51
Atualizado em 22/03/2021 às 17h51
Coletiva de imprensa com o Governador Renato Casagrande e os secretários, Nésio Fernandes, da Saúde e Rogelio Amorim, da Fazenda
Secretário Nésio Fernandes faz apelo aos capixabas: "Cuidem-se e fiquem em casa". Crédito: Fernando Madeira

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, afirmou nesta segunda-feira (22) que uma variante mais veloz e letal do novo coronavírus foi identificada no Espírito Santo. Por conta da nova informação, ele fez questão de reforçar o alerta sobre os cuidados que devem ser tomados para que a transmissão seja interrompida e afirmou que, "se não interrompermos as interações, não haverá leitos para todos".

O diretor do Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES), Rodrigo Rodrigues, foi quem fez a apresentação da análise sobre a descoberta da nova variante. Durante o pronunciamento, Nésio ainda chamou a atenção para o fato de a rede privada do Espírito Santo já se encontrar nos limites de capacidade de expansão de leitos, assim como ocorre na rede filantrópica. "Na rede pública ainda vamos conseguir abrir alguns leitos, mas as expansões não são infinitas", disse.

Nésio Fernandes

secretário da Saúde do ES

"Não é possível construir 3 mil leitos de UTI no Espírito Santo. Precisamos interromper a transmissão da doença, as internações hospitalares. Assim, vamos interromper a subida de óbitos. Mais do que nunca, usem máscaras, isolem-se, lavem as mãos. São comportamentos necessários por parte de todos"

O secretário também fez um apelo para a sociedade capixaba e mandou uma mensagem para aqueles que negam a existência e gravidade da Covid-19. "É importante entender que a doença não vai deixar de existir pela sua negação e omissão. Ela pode chegar até você. Proteja-se, porque ela existe", pontuou.

Nésio Fernandes

secretário da Saúde do ES

""Faço um apelo à sociedade capixaba de que compreenda a gravidade do momento em que vivemos. Essa semana teremos a conclusão dos primeiros 7 dias da quarentena proposta. Não haverá leitos para todos se não interrompermos as interações "

DISCIPLINA E USO DE MÁSCARA

O secretário pediu que os capixabas, mais do que nunca, tenham disciplina na hora de sair de casa se necessário.

"Precisamos mais do que nunca ter disciplina de proteção: uso de máscaras principalmente. Para aqueles que estão se protegendo e aqueles que estão contaminados. Também é necessário que a população entenda que enquanto não houver imunização ampla acima de 70%, teremos que conviver com cotidiano diferenciado", completou.

Em relação à quarentena de 14 dias, anunciada pelo governo do Estado na última semana, Nésio reforçou que a necessidade da população permanecer esses dias em casa, em isolamento.

"Esses dias não são dias de ir para calçadão, de ir à praia. São dias para ficar em casa, em isolamento. Temos uma alta probabilidade de que altas variantes circulem e alcancem um grau de predominância no nosso Estado. Isso pode explicar a velocidade de aceleração e os recordes de óbitos que devemos encontrar nos próximos dias. Isso exige atenção. Precisamos impedir a transmissão da doença", concluiu o secretário.

REVEJA O PRONUNCIAMENTO

O diretor do Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES), Rodrigo Rodrigues participou do pronunciamento e explicou a descoberta de nova variante no Espírito Santo. Ele ainda comentou sobre os três momentos de crescimento da pandemia no Estado. Reveja abaixo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES espírito santo nesio fernandes Lacen Pandemia Isolamento social Máscara de proteção facial Mutação do Coronavírus

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.