ASSINE

Rede estadual: pai de aluno terá que assinar termo sobre volta às aulas no ES

Os diretores das escolas estaduais vão encaminhar para as famílias o documento que precisa ser preenchido, informando sobre o interesse ou não de retornar em 2020

Publicado em 05/10/2020 às 19h35
Atualizado em 05/10/2020 às 22h20
Tudo pronto para volta às aulas na CEEFTI Galdino Antonio Vieira. As escolas ficaram fechadas por meses por causa da pandemia de coronavírus
Escolas da rede estadual se adaptaram aos protocolos de biossegurança para receber alunos e funcionários. Crédito: Carlos Alberto Silva

Secretaria de Estado da Educação (Sedu) disponibilizou, nesta segunda-feira (5), o Termo de Manifestação de Interesse que os pais ou responsáveis pelos alunos da rede estadual vão precisar assinar indicando o seu posicionamento em relação ao retorno às escolas. Caberá às famílias a decisão de encaminhar ou não as crianças e jovens para as atividades presenciais ainda em 2020.  As aulas estão suspensas desde março, devido à pandemia da Covid-19, e poderão ser retomadas a partir da terça-feira da próxima semana, dia 13

O termo foi enviado para as Superintendências Regionais de Educação (SRE), que deverão repassar às escolas para o encaminhamento aos pais – mas o documento também pode ser encontrado no site da secretaria. Confira o documento:

Termo de interesse disponibilizado pela Sedu

A Sedu explica que, ao sinalizar que o filho retornará, o responsável também assinala que está ciente que as aulas presenciais serão intercaladas com momentos remotos, sendo obrigatório o cumprimento e a realização das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNP) nesses períodos.

Já aqueles que optarem em manter o aluno apenas com as atividades remotas, também precisam dar ciência à obrigatoriedade do cumprimento e da realização da APNP – sendo possível retornar às aulas presenciais a qualquer tempo, desde que comuniquem esta decisão à escola com no mínimo 15 dias de antecedência, para que sejam providenciados o transporte e a alimentação do aluno.

A iniciativa, segundo a assessoria da Sedu, dá continuidade ao planejamento do retorno às aulas nas escolas da rede estadual, e faz parte das estratégias que a secretaria utiliza para garantir eficiência e qualidade na retomada das atividades presenciais. Os pais precisam se manifestar até o início da próxima semana. 

"O termo também enfatiza que os pais ou responsáveis dos alunos tenham conhecimento do protocolo de biossegurança do governo do Estado, bem como tenham o compromisso de não enviar os filhos à escola se estiverem com sintomas gripais", finaliza a nota. 

Na rede particular, algumas escolas também começaram a enviar, desde a semana passada, um termo de compromisso para os pais assinarem, se comprometendo a não encaminhar os filhos caso apresentem síndrome gripal. 

Educação Espírito Santo Coronavírus Covid-19 espírito santo Escolas Públicas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.