ASSINE

Quase no Dia das Mães, bebê nasce em carro a caminho do hospital no ES

Família seguia de Vila Velha para hospital na Serra quando foi surpreendida com o nascimento do Antônio, sem dar tempo de parar o  carro para a realização do parto; mãe e bebê estão bem

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 09/05/2021 às 13h38
Antonio, filho da estilista Larissa Lorenzutti e do vereador de Vila Velha, Bruno Lorenzutti. Ele nasceu com o carro em movimento, família seguindo para Apart Hospital, às 23h51 de 08.05.2021, véspera do dia das mães
Antônio logo após nascer dentro de carro. Crédito: Acervo pessoal

Sábado (8), às 23h51. Foi neste momento, quando a família seguia de carro de Vila Velha para um hospital na Serra, que o pequeno Antônio decidiu não esperar. Ele nasceu com o carro em movimento, na Reta do Aeroporto, tornando mais especial a comemoração do Dia das Mães para a estilista Larissa Lorenzutti.

Larissa conta que começou a sentir as primeiras contrações - entrou em “trabalho de parto” - por volta das 17h de sábado (8). Estava em casa, na Praia de Itaparica, Vila Velha, acompanhada do marido, o vereador de Vila Velha Bruno Lorenzutti,  e de uma equipe formada por uma doula e uma enfermeira obstetra. “Estava sendo acompanhada, com tranquilidade, porque é um processo que às vezes demora horas”, relata.

Antonio, filho da estilista Larissa Lorenzutti e do vereador de Vila Velha, Bruno Lorenzutti. Ele nasceu com o carro em movimento, família seguindo para Apart Hospital, às 23h51 de 08.05.2021, véspera do dia das mães
Larissa Lorenzutti e o Bruno Lorenzutti com o filho Antônio. Crédito: Acervo pessoal

Em decorrência da pandemia da Covid-19, a intenção era permanecer em casa, com mais tranquilidade e segurança, até o momento em que fosse necessário realizar o parto. Decisão pautada ainda na experiência anterior de Larissa, cuja filha Antonella levou 10 horas para nascer.

Ela conta que o parto ocorreria quando chegasse a 10 centímetros de dilatação e que a perspectiva era de seguir para o hospital quando estivesse com 8 centímetros. Mas, ao chegar a 6 centímetros, como estava tendo mais contrações, decidiram ir para o hospital, por orientação da enfermeira.

“Seguimos com tranquilidade. Quem estava dirigindo era meu marido e a enfermeira obstetra foi comigo na parte de trás do veículo. Meu marido manteve a calma. Naquele horário, o foco era andar com prudência para evitar acidente em cruzamentos”, conta Larissa.

NO CAMINHO, O PARTO

Com o aumento das contrações durante o percurso, a família chegou a fazer uma parada com o veículo, mas decidiram seguir para o hospital. Na altura da Reta do Aeroporto, faltando poucos metros para chegar a unidade hospitalar, Antônio nasceu, com a ajuda da enfermeira.

Antonio, filho da estilista Larissa Lorenzutti e do vereador de Vila Velha, Bruno Lorenzutti. Ele nasceu com o carro em movimento, família seguindo para Apart Hospital, às 23h51 de 08.05.2021, véspera do dia das mães
Antônio após chegar ao hospital. Crédito: Acervo pessoal

“Foi tudo muito rápido. Tentamos postegar um pouco mais a hora do parto, com a respiração, mas o corpo é inteligente, não tem como segurar. Fiquei ajoelhada no carro, abraçada ao banco. Mas tudo correu bem. Ainda estou anestesiada com a situação, mas muito feliz”, relata a estilista.

Cinco minutos após o nascimento, a família conseguiu chegar ao hospital. Apesar da preocupação, Antônio nasceu bem, chorando. “Na hora foi uma grande preocupação. A enfermeira o enrolou em uma toalha e fechamos os vidros para mantê-lo aquecido”, conta Larissa.

Ao chegarem ao hospital, surpreenderam até o médico Frederico Vitorino Bravin, que os aguardava com uma equipe. O parto havia sido feito pela enfermeira obstetra Telemi Flor de Lira.

Antonio, filho da estilista Larissa Lorenzutti e do vereador de Vila Velha, Bruno Lorenzutti. Ele nasceu com o carro em movimento, família seguindo para Apart Hospital, às 23h51 de 08.05.2021, véspera do dia das mães
Antonio com os pais e a equipe médica. Crédito: Acervo pessoal

TRANQUILIDADE APÓS O SUFOCO

Antônio nasceu com 3,376 quilos e com 49 centímetros. E já é o xodó da família e das irmãs Isabela e Antonella, que o conheceram por chamada de vídeo. A mãe e o pequeno permanecerão no hospital até esta segunda-feira (10).

“Jamais imaginei passar por uma experiência como esta. No carro comecei a sentir que ele iria nascer e foi tudo rápido. Foi surreal. Pedi tanto a Deus um parto rápido… (risos). Agora sei que temos que ter cuidado com o que a gente pede (risos)”, brinca Larissa.

A surpresa do nascimento de Antônio marcou uma semana de muitas emoções. Na quinta-feira, sua filha Antonella estava na brinquedoteca do prédio onde a família reside quando ficou com o pescoço preso em uma argola de plástico. Foi preciso ajuda do Corpo de Bombeiros para fazer a retirada do artefato.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.