ASSINE

Protocolo para eventos com até 100 pessoas no ES proíbe pista de dança

Além da pista de dança, a flexibilização de eventos sociais conta com outras medidas, que deverão começar a valer a partir da próxima segunda-feira (21)

Publicado em 18/09/2020 às 22h13
Local estava descumprimento as normas de segurança estabelecidas pelo governo estadual
Equipe de fiscalização notifica bares na Praia do Canto. Crédito: Ariel Leão

Quem adora se acabar na pista de dança nas festas da família – e em outros eventos – terá que esperar mais um pouco para voltar à ativa. Mesmo com os eventos sociais para até 100 pessoas sendo liberados no Espírito Santo, ainda não será permitido ter esse tipo de espaço. 

A regra integra mais uma medida de convivência com a pandemia do novo coronavírus e faz parte de um protocolo do governo do Estado com previsão de começar a valer a partir da próxima segunda-feira (21). O documento, que vai reunir normas para a realização de eventos sociais – casamentos, aniversários e outras confraternizações realizados em cerimoniais, clubes  condomínios –, será divulgado sábado (19), no Diário Oficial do Estado.

 Além da ausência da pista de dança, as festas devem atender a dois pontos quanto ao número e espaço destinado aos convidados, como explica Lenise Loureiro, secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger).

"No que trata os eventos sociais, o número de convidados deve ser de no máximo de 100 pessoas e para cada indivíduo terá que ter pelo menos 10 m². Ou seja, se o espaço da festa tem menos de 1000 m², não poderá haver 100 convidados. E se o espaço tiver 4000 m², não poderá haver mais de 100 convidados", detalhou a titular da pasta. 

No caso de eventos com público adulto em que crianças não estejam vetadas de ir, a secretária explica o que prevê o protocolo. "Não devem (crianças) ser o público predominante entre os convidados, pois elas não têm os cuidados que os adultos têm. Não queremos excluir ninguém do contato familiar, mas é recomendado que não estejam nesses eventos. Já as pessoas com mais de 60 anos também não se recomenda, pois, integram o grupo de risco.  O vírus está entre nós e precisamos continuar tomando cuidados", pontuou Lenise Loureiro. 

Lenise Loureiro

Secretária de Seger

"A pista de dança é justamente o mais preocupante, pois as pessoas quando dançam ficam mais ofegantes e estão no corpo a corpo, o que não é recomendado, por hora. Esses momentos podem ter apresentação cultural, mas não uma área para o fim de dança"

Lenise Loureiro explicou que essas regras estão sendo pensadas no planejamento da retomada gradual das atividades econômicas e de convivência e que estes são os primeiros passos para a volta dos eventos sociais. "As pessoas nesses eventos estão se encontrando de forma relaxada e descontraída, ou seja, um público menos atento aos procedimentos necessários na pandemia",  completou.  

VEJA AS REGRAS:

  • Máximo de 100 convidados para eventos de público adulto;
  • Uso de máscaras, sendo retiradas apenas no momento de alimentação ou de ingerir bebida;
  • Proibido liberar pista de dança;
  • Não é recomendada a participação de pessoas com mais de 60 anos, crianças até 5 anos e pessoas com comorbidades;
  • Mesas devem se manter posicionadas com, no mínimo, 2 metros de distância umas das outras durante o evento;
  • Disponibilizar  álcool em gel em cada um das mesas e em dispenseres nas paredes;
  • Garçons devem usar protetor facial;
  • Vetado self service;
  • A temperatura de todos os presentes devem ser aferida na entrada.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Coronavírus no ES Casamento espírito santo Pandemia Festa de Aniversário

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.