ASSINE

"O porteiro foi um herói", dizem moradores de prédio na Praia da Costa

Therlândio, ao ser avisado sobre o forte cheiro de fumaça, passou a procurar algum indício de fogo no prédio. Chegando ao 10° andar, encontrou o idoso de 80 anos queimado no apartamento em chamas e conseguiu salvá-lo

Publicado em 26/08/2020 às 20h41
Atualizado em 26/08/2020 às 20h41
Porteiro é chamado de herói diante de incêndio em cobertura em Vila Velha
Porteiro é chamado de herói diante de incêndio em cobertura em Vila Velha. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Diante do incêndio que tomou conta da cobertura de um prédio na Praia da Costa, em Vila Velha, na tarde desta quarta-feira (26), moradores atribuem ao porteiro Therlândio Alves o título de herói. Ele, ao ser avisado por um condômino sobre o forte cheiro de fumaça, passou a procurar nos andares algum indício de fogo. Chegando ao décimo andar, deparou-se com o idoso de 80 anos queimado e gemendo no apartamento em chamas e conseguiu salvá-lo, retirando o morador da situação de risco. "Ele foi como um anjo, um herói", disse uma moradora.

De acordo com apuração da repórter Gabriela Ribeti, da TV Gazeta, quando o morador foi resgatado, o apartamento já estava pegando fogo e as chamas se alastraram rapidamente. O Corpo de Bombeiros foi então acionado para apagar o incêndio. O fogo atingiu principalmente os fundos do apartamento, mas a parte da frente também foi danificada. Todos os moradores tiveram que sair do prédio.

Para a aposentada, Sueli Torres, que mora no edifício, foi uma situação horrível. "Começou a sair aquela fumaceira, ninguém sabia de onde. Aí o porteiro quebrou a porta e nós encontramos o idoso caído, com a camiseta de nylon pegando fogo", disse.

Therlândio Alves conta, no entanto, que não se considera um herói. Emocionado, disse que só pensou em ajudar. "Fui uma ferramenta para auxiliar na hora. Não passou nada na cabeça, só pensava em ajudar, com certeza passaria por isso de novo".

Além do idoso, atingido diretamente pelo fogo, o porteiro e outros três moradores respiraram muita fumaça e precisaram receber atendimento médico. Duas pessoas foram levadas para uma unidade de saúde. O porteiro e um outro morador foram atendidos no local pela equipe de resgate e liberados. De acordo com informações da TV Gazeta, volta das 19h os bombeiros ainda estavam no apartamento fazendo o trabalho de rescaldo do incêndio. A perícia foi solicitada e o laudo com a causa do fogo fica pronto em 30 dias.

A cobertura está interditada, mas os outros apartamentos foram liberados para o retorno dos moradores. O Corpo de Bombeiros informou que o homem de 80 anos foi socorrido pelo Samu e levado para um hospital particular de Vila Velha. Ainda segundo os bombeiros, o idoso estava estável quando foi socorrido, mas até a publicação desta reportagem não havia informações atualizadas sobre o estado de saúde dele.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.