ASSINE

Novo lote de seringas e agulhas para vacinação contra a Covid chega ao ES

Materiais saíram em um caminhão carregado da cidade de Don Pedro Juan Cavalero, no Paraguai, na última quarta-feira (3) e chegaram ao depósito da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na noite desta sexta (5)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 06/02/2021 às 13h51
Atualizado em 06/02/2021 às 13h51
Novo lote de seringas e agulhas sendo descarregado neste sábado (06)
Novo lote de seringas e agulhas chegou ao Espírito Santo vindo do Paraguai. Crédito: Hélio Filho

Chegou ao Espírito Santo na noite desta sexta-feira (5) mais um lote de seringas e agulhas que serão utilizadas na vacinação contra a Covid-19. São 2,3 milhões novos utensílios disponíveis para a imunização. Esse lote faz parte do total de 6 milhões de materiais comprados pelo governo estadual ainda em 2020. Com essa nova remessa, o Estado já recebeu 3,8 milhões de unidades.

Os materiais saíram em um caminhão carregado da cidade de Don Pedro Juan Cavalero, no Paraguai, na última quarta-feira (3) e chegaram ao depósito da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na noite desta sexta-feira (5), onde ficará estocado. A carga começou a ser descarregada na manhã deste sábado e será distribuída de forma gradativa aos municípios.

chegada do lote de seringas foi anunciada pelo governador Renato Casagrande (PSB) pelas redes sociais na noite desta sexta. Na publicação, ele ressaltou que "o ES segue preparado para dar continuidade à vacinação contra o novo coronavírus", com a hashtag (marcador na internet) #trabalhavacinaeconfia, em referência ao lema "Trabalha e Confia" estampado na bandeira do Estado.

Novo lote de seringas e agulhas sendo descarregado neste sábado (06)
Novo lote de seringas e agulhas chegou ao Estado. Crédito: Hélio Filho

De acordo com a Sesa, a previsão de chegada do lote restante, com aproximadamente 2,2 milhões de seringas, é na primeira quinzena de março. Com isso, vai se completar o total de 6 milhões de seringas compradas pelo governo do Estado para a vacinação contra a Covid-19.

COMPRA ANTECIPADA

Na época em que o governo do Estado realizou a compra das seringas e agulhas, o Brasil ainda não tinha vacina aprovada para combater a pandemia. A aprovação do uso emergencial das vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ocorreu cerca de três meses depois, em janeiro – mês para o qual o Estado se preparou para iniciar uma possível vacinação.

Com isso, a administração estadual conseguiu adquirir cada kit pelo valor de R$ 0,19 do Paraguai. O preço unitário é bem menor que o obtido por outros Estados e equivale a uma economia superior a R$ 4 milhões, se comparado com Minas Gerais, por exemplo.

Novo lote de seringas e agulhas sendo descarregado neste sábado (06)
Novo lote de seringas e agulhas sendo descarregado neste sábado . Crédito: Hélio Filho

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus no ES espírito santo Vacinas contra a Covid-19

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.