ASSINE

Início da vacinação não é o fim da pandemia, diz secretário do ES

Secretário da Saúde do ES, Nésio Fernandes, afirmou que início da vacinação "não representa fim do triste capítulo que estamos vivendo. Países que já iniciaram a vacinação ainda têm crescimento de casos e óbitos"

Vitória
Publicado em 12/01/2021 às 20h13
Coronavírus
Secretário de Saúde do ES faz alerta que mesmo com vacinação cuidados devem ser mantidos. Crédito: Pixabay

Ainda não se sabe quantas doses de vacina serão disponibilizadas para o Espírito Santo e nem a data exata do início da campanha de vacinação, mas em entrevista à Rádio CBN Vitória na tarde desta terça-feira (12), o secretário de Saúde, Nésio Fernandes, relembrou que em alguns países em que a campanha já começou, o número de casos positivos e óbitos ainda cresce.

Nésio Fernandes

Secretário da Saúde do ES

"Não podemos ter a falsa sensação de segurança que o início da campanha de vacinação já representa o fim desse triste capítulo que estamos vivendo. Países que já iniciaram a vacinação ainda têm crescimento de casos e óbitos"

O secretário aproveitou para lembrar que nesses países, o recomendado é que as pessoas continuem utilizando máscaras de proteção facial, que mantenham o distanciamento social, o hábito de higienização das mãos e uso de álcool em gel.

Nésio ainda comentou sobre a eficácia geral de 50,38% da vacina Coronavac, divulgada pelo Instituto Butantan também nesta terça-feira (12). "Eu não me frustro, já tinha a expectativa de alterações no resultado de eficácia. Agora começa a fase 4, que é a aplicação na população. E é possível que diversas vacinas apresentem eventos que possam levar a uma interrupção temporária ou definitiva", disse.

Ainda sobre o índice da eficácia, Fernandes diz que o número dá segurança e que, optando pela ciência e garantindo que a vacina seja segura e com eficácia satisfatória para alcançar uma imunidade coletiva, é suficiente para ser adotada como estratégia de vacinação em massa.

"Ela tem eficácia superior a 50%. Tem segurança, foi desenvolvida com tecnologia conhecida, tem todas as fases com resultados bons. Qualquer vacina com eficácia acima de 50% é totalmente apta a ser utilizada em estratégias de imunização comunitária da população. É uma vacina muito boa a ser aplicada em massa nos brasileiros", disse.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Coronavírus no ES Covid-19 cbn cotidiano espírito santo nesio fernandes Vacina Campanha de vacinação Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.