ASSINE

Incentivador do esporte no ES, Guilherme Benittez morre de Covid

Internado desde março,  Benittez não resistiu às complicações da doença. Em mais de 30 anos, ele ajudou a difundir principalmente o futevôlei no Estado

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/04/2021 às 12h41
Arquivo Pessoal
Guilherme Benittez era árbirtro e foi um grande incentivador do futevôlei e de outros esportes amadores no Estado. Crédito: Daniel Werneck/Divulgação

O esporte do Espírito Santo sofreu um duro golpe nesta sexta-feira (16). Após mais de duas semanas intubado devido à Covid-19, o árbitro de futevôlei, dirigente esportivo e grande incentivador da prática esportiva no Estado, Guilherme Azevedo Benittez, morreu em decorrência da doença. 

Benittez, como era conhecido, estava internado em um hospital de Vila Velha desde o dia 26 de março. Casado com Sueli Benittez há mais de 30 anos, ele deixa 3 filhas, além de 7 netos, a grande paixão da vida dele, como revelado pela viúva.

"Os netos eram o grande amor dele, mais até que o esporte. Desde sempre, ele incentivava os meninos e os levava para jogar, praticar e mostrar ainda bem cedo que o esporte é um bom caminho a ser seguido. O Guilherme foi um marido excepcional, um homem íntegro e que dedicava a própria vida em prol da família e em ajudar o próximo. Ele deixa um legado imensurável por tudo o que fez. Desde que o perdemos está sendo muito difícil", afirmou Sueli.

Guilherme era carioca de nascimento, mas veio para o Espírito Santo em 1982. No próximo ano, completaria 40 anos em solo capixaba e se sentia como um filho da terra, ao ponto de ser um dos grandes apoiadores do esporte amador ao longo destas quase quatro décadas de ES.

Além da vida atrelada ao esporte, Benittez também era servidor público da Prefeitura de Vila Velha, onde por muitos anos trabalhou na pasta esportiva, mas desde janeiro era lotado na Saúde, onde exercia a função de coordenador de manutenção no Hospital de Cobilândia.

PRIMEIRA DOSE

A esposa contou à reportagem que o marido havia recebido a primeira dose do imunizante, porém pouco após ser vacinado, a doença se manifestou. Em questão de dias, o quadro de Guilherme foi piorando, evoluindo para internação, intubação e o óbito.

Vile Velha
Guilherme Benittez era casado há 33 anos com Sueli . O casal era unido não apenas pela família, mas também no esporte. Crédito: Arquivo pessoal

"Tive a Covid também e acredito que meu marido já estava com o vírus, mas assintomático, só havia se queixado de uma dorzinha de cabeça. Ele recebeu a primeira dose e, no dia seguinte, começou a apresentar os primeiros sintomas. Não sei se era para ele ser vacinado estando com o vírus, mas ele não foi perguntado se havia tido contato com alguém que teve a doença. Infelizmente evoluiu muito rapidamente e agora perdi meu marido e grande companheiro de vida", lamentou Sueli.

PAIXÃO PELO FUTEVÔLEI

Embora associado a diversas modalidades, o futevôlei era o mais presente na vida de Benittez. Além de árbitro internacionalmente conhecido,  ele foi diretor da Federação Capixaba por muitos anos, fazia parte da diretoria e apoiava competições no Estado e pelo Brasil. A ligação de Benittez com o esporte também está na família: um dos maiores nomes do futevôlei mundial, Rodrigo Lacraia, era genro dele.

A morte de Benittez gerou grande comoção no meio esportivo e homenagens pelas redes sociais. Atualmente, segundo dito pela esposa, ele estava empenhado em desenvolver o vôlei adaptado. Recentemente, havia se tornado campeão estadual de vôlei para a terceira idade.

Por conta das recomendações sanitárias, o sepultamento será feito sem a presença de muitas pessoas, mas amigos e familiares vão dar o último adeus em uma carreata a partir das 14h30, saindo da Igreja do Ives (Ives Church), em frente ao Himaba, no bairro Soteco, com destino ao Cemitério Parque da Paz, em Ponta da Fruta, onde Benittez será sepultado.

A reportagem também entrou em contato com a Prefeitura de Vila Velha. Assim que houver uma manifestação da administração pela perda do servidor, o texto será atualizado. 

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.