ASSINE

Idoso infarta e morre após ser picado por marimbondo em Marataízes

Segundo a cunhada da vítima, se ele não tivesse levado a picada, ainda estaria vivo; caso aconteceu na quarta-feira (12) no interior de Boa Vista, em Marataízes

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 13/01/2022 às 19h01

Um homem, de 60 anos, identificado como Elson Gomes de Souza, infartou e morreu após ser picado por um marimbondo na quarta-feira (12), no interior de Boa Vista, em Marataízes, no litoral Sul do Estado.

Homem é picado por marimbondo, infarta e morre em Marataízes
Elson Gomes de Souza, de 60 anos, deixou a esposa e os dois filhos. Crédito: Redes Sociais

Segundo a vizinha de Elson que convive com a família, Carla Pereira Macedo afirmou que o idoso trabalhava com serviço de guincho. “Na quarta (12), Elson e um funcionário foram fazer um serviço no interior do município, e ele acabou sendo picado por um marimbondo”, explicou.

Carla também disse que eles chegaram a acionar a ambulância da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Marataízes, mas resolveram voltar de carro. No caminho, encontraram a ambulância. “Ele deu entrada na unidade com vida, mas por conta da dificuldade de respirar, ficou agitado e nervoso e isso o causou um infarto”, esclareceu.

Logo, segundo a vizinha, o infarto foi a causa da morte. A vítima também tinha conhecimento que era alérgico a picada do inseto, mas não utilizava um medicamento de emergência. No passado, já havia sido picado, mas houve tempo de ser medicado em um hospital.

Por outro lado, o assessor de Comunicação da Prefeitura do município, Filipe Rodrigues, disse que não sabe informar a causa da morte. “O corpo já chegou na UPA sem vida e foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Vitória, onde vão determinar a causa da morte”, comunicou.

A cunhada da vítima, Vânia Cardoso, no entanto, confirmou que a causa da morte foi infarto e que o corpo de Elson não precisou ser levado para o IML. “Pois a causa da morte já foi informada pelo médico”, contou.

Apesar de já ter sido picado uma vez, há uns cinco a seis meses, Vânia explicou que, desta vez, Elson ficou muito nervoso e apavorado. “O médico disse que foi por causa dessa agitação, desse nervosismo, que ele morreu”, falou Vânia.

Para a cunhada, a junção da picada do marimbondo e do estresse causado após o acontecimento, foi o motivo do infarto de Elson. “Se ele não tivesse levado a picada, estaria bem aqui hoje”, ressaltou.

Elson Gomes de Souza foi velado na manhã desta quinta-feira (13) em Itapemirim. Já o enterro, aconteceu na Barra de Marataízes. Ele deixou a esposa e os dois filhos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Marataízes ES Sul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.