ASSINE

Homem com mandado de prisão em aberto passa mal no Transcol e foge antes do Samu chegar

Caso ocorreu no Terminal São Torquato, em Vila Velha, na manhã desta segunda-feira (10). O passageiro havia se sentido mal em um coletivo, mas ao ser identificado, descobriu-se um mandado em aberto e ele fugiu

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 10/01/2022 às 12h19
Vila Velha
O caso ocorreu no terminal São Torquato, na manhã desta segunda-feira (10). Crédito: Ricardo Medeiros

O acionamento para um atendimento médico virou caso de polícia dentro do Terminal São Torquato, em Vila Velha, na manhã desta segunda-feira (10). Um passageiro sentiu-se mal dentro de um ônibus do sistema Transcol e uma ambulância do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência foi acionada, mas quando o socorro chegou, o homem, que não teve a identidade repassada, havia fugido.

Segundo a Ceturb, que administra os terminais na Grande Vitória, assim que checaram a identificação do passageiro, constatou-se que havia um mandado de prisão em aberto para a então vítima. Desta forma, a polícia também foi acionada, porém, o passageiro, que havia se sentido mal minutos antes, fugiu do local antes da chegada dos militares. O caso ocorreu por volta das 9h desta manhã.

"A Ceturb-ES informa que na manhã desta segunda-feira (10) o Samu foi acionado para socorrer um passageiro que havia passado mal dentro do ônibus, no T. São Torquato. Ao checar a identificação do homem, foi constatado que ele tinha um mandado de prisão em aberto. A polícia foi acionada e o homem fugiu do local antes da chegada da mesma", diz a nota.

Este vídeo pode te interessar

POLÍCIAS

Polícia Militar confirmou que houve acionamento para a ocorrência no interior do terminal, porém, quando a viatura com os policiais chegou ao local, nada foi encontrado.

"A Polícia Militar foi acionada para verificar a informação de que uma homem estava sendo atendido pelo Samu após ter passado mal dentro de um coletivo, nesta manhã (10), porém nada foi constatado no local", diz a nota da PM.

A Polícia Civil, por sua vez, salientou que não foi acionada para o caso.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.