ASSINE

Guaçuí quer decretar situação de emergência após destruição de casas e comércio

Prefeitura faz levantamento de prejuízos na cidade e avalia decretar emergência para pedir ajuda ao Estado. Parte dos desalojados estão em um hotel disponibilizado pelo município

Publicado em 10/10/2020 às 20h17
Atualizado em 11/10/2020 às 10h01
Pelo menos 6 casas tiveram toda a estrutura afetada em Guaçuí, no Sul do Espírito Santo
Pelo menos 6 casas tiveram toda a estrutura afetada em Guaçuí, no Sul do Espírito Santo. Crédito: Divulgação/PMG

A Prefeitura de Guaçuí, na Região do Caparaó, estuda decretar situação de emergência por conta dos estragos causados por um vendaval na noite desta sexta-feira (09), que causou destruição a casas e comércios de alguns bairros do município.  Desalojados estão na casa de familiares e também abrigados em um hotel disponibilizado pela prefeitura. Ainda não há um balanço sobre o número de moradores que tiveram que deixar as suas casas.

Diversas casas e comércios dos bairros Manoel Monteiro Torres, António Francisco Moreira e Vila dos Professores foram destelhados e ficaram parcialmente destruídos com a ventania. Este sábado (10) foi de limpeza nas ruas e vistorias dos imóveis afetados.

O coordenador da Defesa Civil de Guaçuí, Joilson Wagner da Costa, ainda faz um levantamento com as equipes. “Estamos priorizando o atendimento às famílias, retirando as pessoas de áreas de risco e analisando estruturas. O somatório de desalojados e desabrigados faremos no final do dia. Estamos fazendo um levantamento estimativo para correr junto ao Estado para homologar uma situação de emergência. Pelo menos seis casas tiveram perda em 100% da estrutura”, disse o coordenador da Defesa Civil.

O quartel do Corpo de Bombeiros teve telhas, janelas e estruturas da garagem quebrados com a ventania. Além dos bairros, a comunidade de Antinhas, no interior também foi afetada. A prefeitura disponibilizou um hotel no centro da cidade para abrigar os moradores que tiveram danos nas residências.

Desalojados são abrigados em um hotel na cidade
Moradores tiveram que deixar as suas casas após o temporal . Crédito: Divulgação/PMG

VENTOS ATINGEM CASA E PRÉDIO

O vendaval derrubou árvores e postes. Um deles atingiu uma casa, mas ninguém ficou ferido, e a lateral do terraço de um prédio quase desabou. Com o elevado número de descargas e rajadas de vento que atingiram Guaçuí, nesta madrugada, bairros enfrentaram problemas de energia neste sábado.

Segundo a EDP, o atendimento foi reforçado e, no momento, mais de 100 eletricistas estão nas ruas trabalhando para restabelecer o fornecimento.

Como ainda há previsão de mais chuvas na região, a Defesa Civil de Guaçuí orienta que a população acione o órgão, em situação de risco, pelo 193.

PREJUÍZO DE R$ 200 MIL

Comerciante estima um prejuízo de R$ 200 mil. Crédito: Edvaldo Carvalho
Comerciante estima um prejuízo de R$ 200 mil. Crédito: Edvaldo Carvalho

Dono de uma empresa de artefatos de cimento há 7 anos, o comerciante Edvaldo Carvalho, de 55 anos, estima um prejuízo de R$ 200 mil. O galpão de ferro que armazenava os produtos foi retorcido pela ventania e o telhado de zinco, veio abaixo. Hoje, 14 homens trabalharam na limpeza.

“Nunca imaginei que algo assim pudesse acontecer. Enchentes, estamos até acostumados, mas isso, nunca. O prejuízo material chega a 200 mil reais, mas o emocional é muito grande. O que nos conforta é a solidariedade. Desde ontem à noite, recebi muitas ligações, mensagens de pessoas que nem imagine que poderiam me ajudar”, disse o comerciante.

Bairros Manoel Monteiro Torres, António Francisco Moreira e Vila dos Professores  foram afetados. Crédito: Divulgação/PMG
Bairros Manoel Monteiro Torres, António Francisco Moreira e Vila dos Professores foram afetados. Crédito: Divulgação/PMG

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.