ASSINE

Fiscais de Vitória encerram festa clandestina com 300 pessoas em marina

O proprietário do estabelecimento, em Jardim da Penha, foi autuado. O som da festa foi apreendido. Ação na noite de sábado (1°) contou também com  militares da PM e do Corpo de Bombeiros

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 02/05/2021 às 08h38
Fiscais, policiais e bombeiros encerram festa clandestina em Vitória. Crédito: Divulgação/Guarda Municipal de Vitória
Fiscais, policiais e bombeiros encerram festa clandestina em Vitória. Crédito: Divulgação/Guarda Municipal de Vitória

Uma festa clandestina com cerca de 300 pessoas em uma marina no bairro Jardim da Penha, em Vitória, foi encerrada por fiscais da Prefeitura de Vitória e militares da PM e do Corpo de Bombeiros na noite deste sábado (1º). Eventos como esse estão proibidos pelo governo do Estado para impedir a contaminação pela Covid-19.

Vídeos nas redes sociais mostraram a movimentação no espaço na noite de sábado (1) antes da chegada da fiscalização. O proprietário foi autuado, e o som, apreendido.

Do dia 1° de janeiro até este sábado (1º), mais de 1.500 locais foram vistoriados. A fiscalização foi realizada pelo Comitê Integrado, grupo que atua com equipes multidisciplinares para fiscalizar o cumprimento das medidas restritivas determinadas pelos governos estadual e municipal, além de encerrar festas clandestinas.

Segundo o Painel de Covid-19, ferramenta do governo do Estado, a Capital é o terceiro município do Estado com o maior número de casos confirmados (47.393) e o quarto em relação aos óbitos (1.047) provocados pelo novo coronavírus. 

Serra aparece em primeiro com 55.207 casos e 1.145 mortes. Em Vila Velha, 53.967 pessoas foram infectadas e 1.283 morreram. Em Cariacica, 34.131 pacientes foram diagnosticados com Covid-19 e 1.083 não resistiram às complicações da doença.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.